JOGOS TEATRAIS COM DROGADICTOS: UMA INVESTIGAÇÃO-AÇÃO NA EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Sara Noêmia Cavalcanti Correia Prefeitura Municipal de João Pessoa
  • Pierre Normando Gomes-da-Silva UFPB

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.73526

Palavras-chave:

Educação Física. Jogos experimentais. Usuários de drogas.

Resumo

Este estudo objetivou investigar e descrever os significados relacionados ao Bem-estar Subjetivo relatados por drogadictos quando expostos a um programa de aulas com jogos teatrais. É uma pesquisa com abordagem qualitativa do tipo investigação-ação. Dezoito jovens internos na Comunidade Terapêutica Fazenda da Esperança, em Alhandra/PB, fizeram parte deste estudo. Para realizar as observações foram aplicados um Roteiro de Observação de aula e o Roteiro de Entrevista Semiestruturada. Os jogos foram gravados em vídeo e os depoimentos das entrevistas em áudio. Foi possível observar e descrever com mais frequência relatos emocionais de bem-estar, liberdade para se expressar, alegria, felicidade e sentir-se vinculado ao grupo. Acredita-se que tais significados são justificados pela junção de estruturas pedagógicas de aula em que os momentos são didaticamente organizados em Sentir, Reagir e Refletir conjuntamente aplicados ao método Viola Spolin de jogos teatrais, com estruturação pela Pedagogia da Corporeidade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Noêmia Cavalcanti Correia, Prefeitura Municipal de João Pessoa

Professora mestra em Educação Física da Prefeitura Municipal de João Pessoa-Paraíba.

Pierre Normando Gomes-da-Silva, UFPB

Professor Doutor no Programa Associado em Educação Física da Universidade Federal da Paraíba

Downloads

Publicado

2018-09-30

Como Citar

CORREIA, S. N. C.; GOMES-DA-SILVA, P. N. JOGOS TEATRAIS COM DROGADICTOS: UMA INVESTIGAÇÃO-AÇÃO NA EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 3, p. 917–930, 2018. DOI: 10.22456/1982-8918.73526. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/73526. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos Originais