NOTAS SOBRE O TEORIZAR EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UM OLHAR SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DE VALTER BRACHT AO DEBATE EPISTEMOLÓGICO

Autores

  • Filipe Ferreira Ghidetti Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.35378

Palavras-chave:

Epistemologia. Educação Física. Teorização.

Resumo

O artigo busca compreender o lugar de Valter Bracht no debate epistemológico da Educação Física (EF) brasileira. Realizamos leituras e análises dos principais textos do autor sobre o tema, reunidos no livro “Educação Física & Ciência: cenas de um casamento (in)feliz”, publicado em 1999. Como resultado, destaca-se que Bracht (1999) entende a EF como prática de intervenção social, que tem na agenda alguns desafios, como: a) a teorização multidisciplinar do campo; b) a limitação da racionalidade científica no que tange à estruturação da reclamada dimensão normativa (a da ética), e também da estética, caras à uma EF da escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Ferreira Ghidetti, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Professor da Rede Municipal de Serra-ES.

Tutor do programa Pró-licenciatura em Educação Física/NEAAD-UFES

Downloads

Publicado

2013-04-19

Como Citar

GHIDETTI, F. F. NOTAS SOBRE O TEORIZAR EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UM OLHAR SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DE VALTER BRACHT AO DEBATE EPISTEMOLÓGICO. Movimento, [S. l.], v. 19, n. 3, p. 257–274, 2013. DOI: 10.22456/1982-8918.35378. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/35378. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Ensaios