CURRÍCULO E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR DA EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA REVISÃO EM PERIÓDICOS NACIONAIS

Juliana de Oliveira Freire, Aldecilene Cerqueira Barreto, Ingrid Dittrich Wiggers

Resumo


No presente artigo analisamos as articulações entre currículo e prática pedagógica da Educação Física no cotidiano escolar do Ensino Fundamental. Para tanto, realizamos um estudo de revisão sistemática em periódicos do campo da Educação Física brasileira, resultando numa seleção de 13 artigos entre 2008 e 2017. Concluímos que os Parâmetros Curriculares Nacionais, os currículos dos estados e municípios e os projetos político-pedagógicos subsidiam o planejamento e a prática pedagógica, sem interferir na autonomia do professor. Os estudos apresentados indicam a sistematização dos conteúdos como elemento preponderante para a legitimação da Educação Física. As elaborações e análises de propostas de ensino repercutiram a hegemonia do esporte como conteúdo, porém percebemos a tentativa de ampliação do seu entendimento como fenômeno cultural. Sugerimos pesquisas que problematizem a prática pedagógica no cotidiano escolar, que subsidiem reformulações e produções curriculares na formação inicial e continuada, em colaboração entre escola e universidade.

 

 


Palavras-chave


Revisão sistemática. Currículo. Educação Física. Ensino Fundamental.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.93986

Direitos autorais 2020 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment