O CONCEITO DE INCLUSÃO DE DISCENTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO NO CONTEXTO SOCIAL DA SUA PRÁTICA

Marina Brasiliano Salerno, Camila Lopes de Carvalho, Silvia Mayeda D'Angelo, Paulo Ferreira de Araújo

Resumo


A formação inicial em Educação Física tem se reconstruído segundo os paradigmas inclusivos em implantação na sociedade. Assim, este estudo objetivou verificar o conceito de inclusão apresentado por estudantes universitários concluintes do curso de Educação Física em instituições públicas do estado de São Paulo. Para isso, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa por meio da aplicação de questionário a 322 acadêmicos. Os dados foram analisados pelo programa Iramuteq, por meio das análises de Classificação pelo Método de Reinert, Análise de Similitude e Nuvem de Palavras. Como resultado, foi identificado que os discentes respondentes têm alcançado a construção de um conceito de inclusão condizente com a complexidade do princípio, considerando aspectos legais, sociais, psicológicos e afetivos imbuídos nessa proposta.

 


Palavras-chave


Educação Física e Treinamento. Inclusão Educacional. Formação de Conceito.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.78055



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment