DIAGNÓSTICO SOBRE A ABORDAGEM DAS PRÁTICAS CORPORAIS DE AVENTURA EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR EM ILHÉUS/BA

Alexander Klein Tahara, Suraya Cristina Darido

Resumo


Esta pesquisa qualitativa teve como objetivo realizar um diagnóstico junto aos professores de Educação Física da rede municipal e estadual de ensino de Ilhéus/BA, a respeito da abordagem do conteúdo referente às Práticas Corporais de Aventura (PCA), avaliando suas opiniões sobre questões que tangenciam o processo de inserção nas aulas. Como instrumento para coleta dos dados foi utilizada uma entrevista semiestruturada contendo quatro questões, aplicada para 18 professores (dez homens e oito mulheres), faixa etária de 25 a 57 anos, todos com formação acadêmica em Educação Física. Os dados foram analisados utilizando-se a Análise de Conteúdo, e os resultados indicam que a maioria dos professores desconhece as PCA, sendo que somente quatro professores já inseriram tal conteúdo em suas aulas. Entretanto, a maioria dos professores aponta que existe a viabilidade em pensar estratégias para que haja inserção dessas práticas em suas aulas.

 

 

 

 


Palavras-chave


Educação Física. Natureza. Professores escolares.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.75302



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment