EDUCAÇÃO FÍSICA E SAÚDE MENTAL: UMA ANÁLISE DA ROTINA DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DOS CAPS DE GOIÂNIA

Roberto Pereira Furtado, Ranulfo Cavalari Neto, Gleyson Batista Rios, Jéssica Félix Nicácio Martinez, Marcos Flávio Mércio de Oliveira

Resumo


O objetivo da pesquisa foi compreender a rotina de trabalho dos professores de Educação Física nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), com a identificação de suas ações cotidianas e das práticas que dão identidade à Educação Física. A metodologia se desenvolveu a partir de pesquisa de campo de caráter exploratório, realizada em sete CAPS da cidade de Goiânia/GO, com observação da rotina semanal de trabalho de 17 professores de Educação Física. Como resultado, identificamos duas categorias interligadas que auxiliam na compreensão da rotina do trabalho: o cuidado terapêutico, com 63,8%, e o planejamento, organização e avaliação do cuidado terapêutico, com 36,2%. A maior parte das oficinas terapêuticas envolvia práticas corporais, o que demonstra que a identidade da Educação Física encontra-se contemplada.

 


Palavras-chave


Serviços de Saúde Mental. Educação Física. Trabalho.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.62158



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment