RELAÇÕES DE GÊNERO NO ESPORTE: “O BELO SEXO” NA COMPETIÇÃO DE NATAÇÃO EM MAR ABERTO - TRAVESSIA MAR GRANDE-SALVADOR, BAHIA, BRASIL

Autores

  • Lygia Maria dos Santos Bahia Universidade Federal da Bahia
  • Maria Cecília de Paula Silva Universidade Federal da Bahia. Programa de Pós- Graduação em Educação.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.78174

Palavras-chave:

Educação. Mulheres. Natação. História. Esportes.

Resumo

O artigo objetiva discutira educação de mulheres no esporte, com destaque para as representações e papéis sociais que lhes são tradicionalmente concedidos, a partir da participação na Travessia Mar Grande-Salvador, Bahia, Brasil, prova de natação em mar aberto na Baía de Todos os Santos. Pesquisa histórica, que privilegia a História Oral temática e fontes documentais. A análise de conteúdo nos permitiu interpretar os sentidos produzidos. Dos resultados encontrados apontamos que desde 1956 (quando se inicia essa competição esportiva) até os dias atuais as participantes são mulheres da elite soteropolitana, escolarizadas. Apesar dos avanços, as resistências à prática esportiva em mar aberto permanecem. Concluímos que a participação das mulheres nessa prova contribuiu e contribui para romper velhos padrões, a exemplo da educação que sugere papéis diferenciados e submissos para as mulheres, mudando lógicas de dominação e abrindo novos caminhos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lygia Maria dos Santos Bahia, Universidade Federal da Bahia

Formação em Educação Física e Ciencias Biológicas, mestra em educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Ampla atuação profissional na área da educação física, atuando na formação docente de graduandos de Educação Física no ensino superior.

Maria Cecília de Paula Silva, Universidade Federal da Bahia. Programa de Pós- Graduação em Educação.

Pós-doutora em sociologia e antropologia na Universidade de Estrasburgo (2015-16, bolsista CAPES, programa Estágio Sênior). Pós-doutora em sociologia pela Universidade de Estrasburgo/ França (2011-12, bolsista CAPES, programa de Cooperação Internacional CAPES-COFECUB). Atualmente Pesquisadora da Université de Strasbourg na Maison Interuniversitaire des Sciencies de lhomme (MISHA), Strasbourg, France e Professora Associada e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação e graduação da Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia. Atua no ensino, pesquisa e extensão. Doutora (bols. CNPq) e Mestre (bols. CAPES) pela Universidade Gama Filho/ RJ, na linha de pesquisa Educação e Cultura: Produção histórica da Educação Física Brasileira. Coordena o grupo de pesquisa HCEL - Historia da Cultura Corporal, Educação, Esporte, Lazer e Sociedade (certificado pelo CNPq). Membro do grupo de pesquisa CORPS. Iniciou os estudos de graduação em História, Comunicação (na UFJF-MG) e Educação Física (UFV-MG), lugar em que se especializou. Área de atuação: Multidisciplinar; Ciencias Humanas e Sociais aplicadas e ciências da saúde; especificamente, a questão do corpos e culturas na pesquisa histórica em Educação, Políticas Sociais e Públicas (ambiental, cultural, arte; processo civilizatório da cultura afro-brasileira e indígena, movimentos sociais, lazer, esporte). e-mail: cecilipaula@gmail.com; depaula_cecilia@yahoo.fr; mcecili@ufba.br

Downloads

Publicado

2018-06-24

Como Citar

BAHIA, L. M. dos S.; SILVA, M. C. de P. RELAÇÕES DE GÊNERO NO ESPORTE: “O BELO SEXO” NA COMPETIÇÃO DE NATAÇÃO EM MAR ABERTO - TRAVESSIA MAR GRANDE-SALVADOR, BAHIA, BRASIL. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 569–580, 2018. DOI: 10.22456/1982-8918.78174. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/78174. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais