ACADEMIAS DE GINÁSTICA E EXERCÍCIOS FÍSICOS NO COMBATE À COVID-19: REFLEXÕES A PARTIR DA DETERMINAÇÃO SOCIAL DO PROCESSO SAÚDE-DOENÇA

Autores

  • Heitor Martins Pasquim Universidade Federal de Goiás (UFG). Faculdade de Educação Física e Dança (FEFD), Goiânia, GO. https://orcid.org/0000-0002-4994-7399
  • Jessica Felix Nicacio Martinez Instituto Federal de São Paulo (IFSP), campus Itapetininga, São Paulo, SP. https://orcid.org/0000-0003-3611-7449
  • Roberto Pereira Furtado Universidade Federal de Goiás (UFG). Faculdade de Educação Física e Dança (FEFD), Goiânia, GO. https://orcid.org/0000-0003-4237-0045

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.111724

Palavras-chave:

Exercício físico. Infecções por coronavírus. Determinantes sociais da saúde. Academias de Ginástica.

Resumo

O objetivo deste artigo é explicitar as contradições da defesa dos serviços oferecidos pelas academias de ginástica como essenciais à saúde em momentos de intensificação de casos da Covid-19. Analisou-se o modo como a concepção hegemônica que relaciona exercício físico e saúde é utilizada para justificar a reabertura destes estabelecimentos em momento de ascensão de casos e óbitos. Buscamos evidenciar como esse discurso assume um caráter ideológico. Apesar de ser uma necessidade, o exercício físico, produzido como mercadoria, apresenta seu valor de uso subsumido ao valor de troca, ou seja, é produzido prioritariamente para responder à necessidade de acumulação de capital. Reiteramos nossa concordância com a importância do exercício físico à saúde, mas problematizamos que deve ser considerado como uma necessidade historicamente produzida, portanto, articulada à particularidade de determinado momento histórico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jessica Felix Nicacio Martinez, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), campus Itapetininga, São Paulo, SP.

Professora de Educação básica, técnica e tecnológica

Downloads

Publicado

2021-06-09

Como Citar

PASQUIM, H. M.; MARTINEZ, J. F. N.; FURTADO, R. P. ACADEMIAS DE GINÁSTICA E EXERCÍCIOS FÍSICOS NO COMBATE À COVID-19: REFLEXÕES A PARTIR DA DETERMINAÇÃO SOCIAL DO PROCESSO SAÚDE-DOENÇA. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27031, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.111724. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/111724. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Ensaios