O DISCURSO REAL E O DISCURSO IDEAL DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSINO SUPERIOR SOBRE DOCÊNCIA

Autores

  • Rudney da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Alexandro Andrade Universidade do Estado de Santa Catarina
  • José Carlos Zanelli Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.10772

Palavras-chave:

Docentes. Educação Física e treinamento. Ensino superior.

Resumo

Este estudo teve como objetivo analisar a relação entre o discurso real e o discurso ideal de professores de educação física de ensino superior sobre docência. Os participantes foram selecionados através de critérios relacionados aos sujeitos e às Instituições, totalizando 16 dos 27 indivíduos previamente identificados. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturada e recorrente, e analisados através da análise de conteúdo. Verificou-se o predomínio dos aspectos que afastam o discurso ideal do discurso real, principalmente àqueles associados ao produtivismo, tais como competitividade, individualismo, desvalorização, condições desfavoráveis, ambientes competitivos, fatores mercadológicos, e objetivos econômicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rudney da Silva, Universidade do Estado de Santa Catarina

Possui graduação em Licenciatura em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1997), especializações em Educação Física Escolar (1999) e em Atividade Motora Adaptada (1998), ambas pela Universidade Federal de Santa Catarina, mestrado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2001) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006), na linha de pesquisa de Ergonomia. Atualmente é professor adjunto da Universidade do Estado de Santa Catarina, liderando o Grupo de Estudos e Pesquisa em Atividade Motora Adaptada/CNPQ e coordenando o Laboratório de Atividade Motora Adaptada/CEFID/UDESC, presidindo o Comitê de Ética em Pesquisas Envolvendo Seres Humanos/UDESC, assim como é membro da Comissão. Tem experiência profissional na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física Adaptada, atuando principalmente nos seguintes temas: educação física, saúde, atividade motora adaptada, processos de inserção de pessoas com deficiência, metodologia da pesquisa, bioética.

Alexandro Andrade, Universidade do Estado de Santa Catarina

Possui graduação em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1985), especializações em Treinamento Desportivo University of Maryland - UMD EUA, Psicologia do Esporte - UMD - EUA e Aprendizagem Motora - UMD EUA (1994 1996), mestrados em Educação Física pela Universidade Gama Filho (1990) e em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professor da Graduação, Mestrado e Doutorado do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (CEFID) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Coordenando o Laboratório de Psicologia do Esporte e do Exercício - LAPE, credenciado pelo Ministério do Esporte e pelo Comitê Olímpico Brasileiro. Tem experiência na área de Educação Física e Psicologia, com ênfase em Psicologia do Esporte e do Exercício, Atividade Física e Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: Epistemologia, Metodologia da Pesquisa (quantitativa e qualitativa), Psicologia do Esporte de Alto Rendimento, Psicologia do Exercício Físico e Saúde, Psicologia do Esporte Escolar, Pedagogia do Movimento, Aprendizagem e Controle Motor, Instrumentação, Formação Profissional. É revisor de diversos periódicos científicos em EF, Fisioterapia e Psicologia. É o atual Diretor Científico do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte - CBCE. É delegado no Brasil da Sociedade Ibero-americana de Psicologia do Esporte - SIPE.

José Carlos Zanelli, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília (1974), especialização em Psicologia Organizacional e do Trabalho pelo Instituto Sedes Sapientiae (1978), mestrado em Psicologia Social das Organizações pelo Instituto Metodista de Ensino Superior de São Bernardo do Campo (1984), doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1992), pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (1998), com foco nas ações de uma gestão estratégica, e pós-doutorado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2007), com foco nas teorias e tratamento do estresse nas organizações de trabalho. É professor associado no Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina, docente e pesquisador do Curso de Graduação, do Programa de Pós-Graduação em Psicologia e, entre 1986 a 2006, do Curso de Pós-Graduação em Administração. Tem sido orientador de dezenas de pesquisas, dissertações de mestrado e teses de doutorado, bem como participou de dezenas de bancas de avaliação de trabalhos acadêmicos. Esteve na Universidade do Missouri EUA, durante os anos de 1990 e 1991, e na Universidade da República Uruguai, no segundo semestre de 2007, como pesquisador visitante.

Downloads

Publicado

2010-07-25

Como Citar

SILVA, R. da; ANDRADE, A.; ZANELLI, J. C. O DISCURSO REAL E O DISCURSO IDEAL DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ENSINO SUPERIOR SOBRE DOCÊNCIA. Movimento, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 131–152, 2010. DOI: 10.22456/1982-8918.10772. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/10772. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais