CONSEQUÊNCIAS DA VIOLÊNCIA ARMADA CARIOCA PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Leonardo Carmo Santos, Carlos Alberto Figueiredo da Silva

Resumo


 O objetivo deste estudo foi analisar e compreender os desdobramentos da violência armada nas aulas de Educação Física (EF) em uma escola localizada em uma região de conflito entre comerciantes de drogas ilícitas e a polícia. Trata-se de um estudo etnográfico, utilizando a observação participante e entrevistas semiestruturadas. Constatou-se que os corpos dos alunos e professores nos espaços abertos de EF estão mais expostos aos riscos de vitimação que nas aulas de outras disciplinas neste lócus. As repercussões dos conflitos permanecem por dias, mesmo após os confrontos terem acabado, estendendo o tempo dos reflexos sutis.

 


Palavras-chave


Educação Física. Violência. Áreas de pobreza. Escola.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.94407

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment