MULTIPLICANDO AS CIÊNCIAS: UM ESTUDO ETNOGRÁFICO SOBRE FAZERES CIENTÍFICOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA

Raquel da Silveira, Marco Paulo Stigger, Mauro Myskiw

Resumo


Desde os anos 2000 ocorreram ampliações e intensificações da comunidade de pesquisadores(as) e dos aparatos científicos comprometidos com a Educação Física (EF). Esse processo aconteceu/acontece em meio a diversos tensionamentos que passaram a ser problematizados em estudos e debates. Instigados por esses fatos e problematizações, o objetivo desta pesquisa é compreender de que modo se faz ciência na EF brasileira. Para isso realizamos um estudo etnográfico em dois grupos de pesquisa da EF, em que seguimos humanos e não humanos, associações e controvérsias. Ao acompanhar o dia a dia desses grupos chegamos à conclusão de que há múltiplas ciências da EF. Diante dessa constatação, o principal encaminhamento e provocação desta pesquisa é que ao indagar sobre a ciência da EF (note-se, no singular) passa a ser indispensável indagar sobre os tipos de relações que foram e estão sendo estabelecidas  Educação Física. Ciência. Antropologia Cultural. Conhecimento.


Palavras-chave


Educação Física. Ciência. Antropologia Cultural. Conhecimento.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.82693

Direitos autorais 2019 Movimento (ESEFID/UFRGS)



 

Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment