O PERFIL DO GESTOR ESPORTIVO BRASILEIRO: REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA

Thaís Camargos Zanatta, Daiane Miranda de Freitas, Filipe Gomide Carelli, Israel Teoldo da Costa

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar os perfis dos gestores esportivos brasileiros apresentados pela literatura, no período de 1980 a 2016. Os trabalhos científicos analisados foram obtidos em bases de dados eletrônicas e repositórios de universidades. As palavras-chave utilizadas foram “gestão esportiva”, “gestão do esporte”, “gestor esportivo”, “dirigente esportivo”, “administração esportiva” e “perfil e gestor esportivo”. Com a utilização do método PRISMA, 19 estudos foram analisados. Esses trabalhos evidenciaram que o gestor esportivo brasileiro atua em organizações públicas, privadas e sem fins lucrativos e é, em sua maioria, do sexo masculino, com idade média de 42 anos, formação predominante em Educação Física e Administração e tempo de experiência máximo de 14 anos. Tais resultados apontam a necessidade de estratégias para a inserção da mulher no campo da gestão esportiva, além de enfatizar a importância de uma formação específica para os gestores esportivos brasileiros.

 


Palavras-chave


Organização e Administração. Gestão da Qualidade. Gerência. Literatura de Revisão como Assunto.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.73803

Direitos autorais 2018 Movimento (ESEFID/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment