EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGIA CRÍTICA E IDEOLOGIA: GÊNESE E INTERPRETAÇÕES

Autores

  • Felipe Quintão de Almeida CEFD/UFES
  • Valter Bracht CEFD/UFES
  • Alexandre Fernandez Vaz CED/UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.49023

Palavras-chave:

Educação. Epistemologia. Artigo de revista. Marxismo.

Resumo

Descreve os contornos da produção crítica em Educação Física explicitamente influenciada, a partir dos anos 1980, pela pedagogia histórico-crítica. Reflete sobre os fundamentos da crítica ideológica em Educação Física, ocasião para dialogar com as interpretações que John Thompson e Paul Ricoeur fizeram desse conceito na tradição marxista. Em termos metodológicos, a análise toma como fonte os artigos da Revista Brasileira de Ciências do Esporte, da revista Movimento, da revista Motrivivência e da revista Pensar a Prática, publicados entre 1979 e 2010. Conclui com as dificuldades dessa compreensão da crítica ideológica em Educação Física, situando o leitor sobre a continuidade da investigação.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-02-05

Como Citar

ALMEIDA, F. Q. de; BRACHT, V.; VAZ, A. F. EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGIA CRÍTICA E IDEOLOGIA: GÊNESE E INTERPRETAÇÕES. Movimento, [S. l.], v. 21, n. 2, p. 317–331, 2015. DOI: 10.22456/1982-8918.49023. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/49023. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais