EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGIA CRÍTICA E IDEOLOGIA: GÊNESE E INTERPRETAÇÕES

Felipe Quintão de Almeida, Valter Bracht, Alexandre Fernandez Vaz

Resumo


Descreve os contornos da produção crítica em Educação Física explicitamente influenciada, a partir dos anos 1980, pela pedagogia histórico-crítica. Reflete sobre os fundamentos da crítica ideológica em Educação Física, ocasião para dialogar com as interpretações que John Thompson e Paul Ricoeur fizeram desse conceito na tradição marxista. Em termos metodológicos, a análise toma como fonte os artigos da Revista Brasileira de Ciências do Esporte, da revista Movimento, da revista Motrivivência e da revista Pensar a Prática, publicados entre 1979 e 2010. Conclui com as dificuldades dessa compreensão da crítica ideológica em Educação Física, situando o leitor sobre a continuidade da investigação.

 

 


Palavras-chave


Educação. Epistemologia. Artigo de revista. Marxismo.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.49023



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment