“TIO, EU GOSTO É DE TRETA!” BRINCANDO E BRIGANDO NA ESCOLA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.88343

Palavras-chave:

Criança. Jogos e brinquedos. Violência. Conflito.

Resumo

O objetivo desta pesquisa é compreender as brincadeiras de lutinha e as brigas vivenciadas no ambiente escolar, sob a perspectiva do cotidiano infantil, em um Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente, situado em Sobradinho II – DF. O estudo tem natureza qualitativa, de orientação etnográfica, com os aportes teórico-metodológicos das sociologias do cotidiano e da infância. O trabalho de campo foi realizado ao longo de sete meses do ano letivo de 2017, com trinta e quatro crianças, entre nove e 12 anos de idade. Os instrumentos utilizados foram observação participante, produção de desenhos e conversas com as crianças. Os registros de campo permitiram a identificação de categorias que evidenciam as brincadeiras de lutinha e as brigas sob dimensões paradoxais do cotidiano infantil, que carregam no seu bojo aspectos circundantes ao conflito enquanto mediador das relações concebidas dentro e fora da escola.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mayrhon José Abrantes Farias, Universidade de Brasília

Doutorando em Educação Física pelo Programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade de Brasília (PPGEF/UnB). Mestre em Educação Física pela mesma instituição. Especialista em Educação Integral e Integrada (PPGE/UFMA). Licenciado em Educação Física, com núcleo de aprofundamento curricular em Lazer, pela Universidade Federal do Maranhão. Atualmente é professor assistente do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Tocantins - Campus Tocantinópolis. Membro do IMAGEM/FEF/UnB e do NIMEF/UFT - Tocantinópolis.Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física Escolar e Metodologias de ensino das lutas na escola. Tem interesse de pesquisa nas seguintes áreas: Didática da Educação Física; Sociologia do cotidiano; Sociologia da infância; Lutas tradicionais; Mídias e Educação (Física). 

Ingrid Dittrich Wiggers, Universidade de Brasília

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003), Mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria (1990), Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (1983). Atualmente é Professora Associado da Universidade de Brasília (UnB). Credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UnB, desde 2009, vinculada à Linha Estudos Socias e Pedagógicos da Educação Física, Esporte e Lazer. Ao mesmo tempo é credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação da UnB, desde 2014, atuando como coordenadora da Linha Estudos Comparados em Educação. Integra a Comissão de Pós-graduação do Programa de Pós-graduação em Educação da UnB, desde 2016. Realizou estágio de Pós-doutorado na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), entre agosto de 2014 e julho de 2015, com bolsa do CNPq. Foi pesquisadora visitante da University of Chicago (UC) e do Center for Dewey Studies da Southern Illinois University (SIU), nos EUA, em 2014. Igualmente, foi pesquisadora visitante do Iberoamerikanisches Institut e da Staatsbibliothek zu Berlin, na Alemanha, em 2015. Além disso, também atuou como pesquisadora visitante da University of Illinois at Chicago (UIC), nos EUA, em 2016. Coordenadora do Imagem - Grupo de Pesquisa sobre corpo e educação, formado por pesquisadores, estudantes e professores de Educação Básica. Integrante do núcleo da Rede CEDES da UnB, desde 2009, além de outros grupos de pesquisa, como o Grupo Interdisciplinar de Pesquisa Sobre a Infância (GIPI), Grupo Regional e Internacional de Estudos Comparados em Educação (GRIECE) e Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil no DF (HISTEDBR-DF). É membro do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE), da Associação Nacional de Pós-graduação em Educação (ANPED), da International Standing Conference for the History of Education (ISCHE), da American Educational Research Association (AERA) e da National Association for Media Literacy Education (NAMLE). Dedica-se à pesquisa dos seguintes temas, principalmente: estudos comparados em educação, didática da educação física, aspectos sociohistóricos sobre o corpo, infância, mídia-educação, escola, desenho infantil e história da educação física. 

Downloads

Publicado

2019-06-25

Como Citar

FARIAS, M. J. A.; WIGGERS, I. D. “TIO, EU GOSTO É DE TRETA!” BRINCANDO E BRIGANDO NA ESCOLA. Movimento, [S. l.], v. 25, p. e25041, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.88343. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/88343. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais