Educação Infantil no Município de Teresina: perfil formativo dos docentes

Autores

  • Sandra Regina de Morais Cunha Rodrigues Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI Instituto Federal do Piauí (IFPI), Teresina/PI
  • Luis Carlos Sales Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI

DOI:

https://doi.org/10.17648/fineduca-2236-5907-v8-87394

Palavras-chave:

Política Educacional. Educação Infantil. Valorização Docente. Perfil Formativo.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre o perfil da formação inicial do professor de Educação Infantil do Município de Teresina, considerando a exigência da LDB nº 9.394/96 que trata da formação mínima exigida para atuar nessa etapa de Educação Básica. O estudo compreendeu o universo de 2.342 docentes que atuavam na rede municipal e privada desse município. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quantitativa, tendo como fonte os Microdados do Censo Escolar da Educação Básica do ano de 2017, disponibilizados no portal INEP. A extração desses Microdados e a posterior análise estatística foram realizadas com o auxílio do SPSS. A pesquisa revelou que, apesar dos avanços, o perfil de formação dos professores é diversificado. No entanto, considerando o percentual de docentes que já possuíam e estavam cursando licenciatura em Pedagogia, pode-se projetar uma melhoria desse perfil formativo a curto ou médio prazo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Regina de Morais Cunha Rodrigues, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI Instituto Federal do Piauí (IFPI), Teresina/PI

Sandra Regina de Morais Cunha Rodrigues é mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Piauí-PPGEd/UFPI. Professora do Instituto Federal do Piauí-IFPI de Disciplinas Pedagógicas e Língua Brasileira de sinais-LIBRAS. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Políticas e Gestão da Educação-NUPPEGE.

Luis Carlos Sales, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI

Luis Carlos Sales é Professor Doutor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Piauí- PPGED/UFPI.

Referências

BARRETTO, Elba. Siqueira de Sá. Políticas de Formação Docente para a Educação Básica no Brasil: embates contemporâneos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 20, n. 62, jul./set. 2015. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782015206207>. Acesso em: 17 set. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, dispõe sobre as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 1996. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br>. Acesso em: 16 jun.2018.

BRASIL. Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007. Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB, de que trata o art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias; altera a Lei no 10.195, de 14 de fevereiro de 2001; revoga dispositivos das Leis nos 9.424, de 24 de dezembro de 1996, 10.880, de 9 de junho de 2004, e 10.845, de 5 de março de 2004; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2007. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11494.htm>. Acesso em: 16 jun. 2018.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2014. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 02 jun. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil. Brasília, 2006. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Educinf/eduinfparqualvol1.pdf>. Acesso em: 03 set. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Nota técnica nº 020/2014. Brasília, 21 de novembro de 2014. Disponível em: <http://inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas>. Acesso em: 16 jun.2018.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Relatório de Monitoramento das Metas do PNE (2014-2024). Brasília, 2014. Disponível em: <http://inep.gov.br>. Acesso em: 03 set. 2018.

GATTI, Bernadete Angelina. Pesquisar em educação: considerações sobre alguns pontos-chave. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 25-35, set./dez. 2006. Disponível em: <http://www2.pucpr.br/reol/index.php/DIALOGO?dd1=235>. Acesso em: 26 jun. 2018.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá (Coord.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, DF: UNESCO, 2009.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo de Afonso. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011.

LIMA, Maria Carmem Bezerra. Quem são os professores da primeira infância?: Um estudo sobre o perfil formativo dos professores que atuam na Educação Infantil no estado do Piauí no contexto pós LDB 9.394/96. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2016.

LIMA, Maria José Rocha; DIDONET, Vital (Org.). FUNDEB - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação: Avanços na universalização da educação básica. Brasília: Inep, fev. 2006. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484184/Fundeb+avanços+na+universalização+da+educação+básica/9be4477d-88b3-4fe8-a3bc-fc263d878002?version=1.1>. Acesso em: 16 set. 2018.

Downloads

Publicado

2018-12-10

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)