O Programa Nacional de Alimentação Escolar no Piauí: financiamento e atendimento na rede estadual de educação

Autores

  • Marlúcia Lima de Sousa Meneses Secretaria Estadual de Educação do Piauí (Seduc-PI), Teresina/PI – Brasil; Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI – Brasil http://orcid.org/0000-0002-7802-0218
  • Rosana Evangelista da Cruz Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI – Brasil http://orcid.org/0000-0002-8341-0835

DOI:

https://doi.org/10.22491/2236-5907111302

Palavras-chave:

Política Educacional, Financiamento da Educação, Alimentação Escolar, Programa Nacional de Alimentação Escolar, PNAE.

Resumo

A alimentação escolar é um direito social e condição para assegurar a permanência de estudantes no sistema educacional, especialmente daqueles em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Este artigo tem por objetivo analisar o atendimento e o financiamento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) na Rede Estadual de Educação do Piauí. A pesquisa, de abordagem quantiqualitativa, teve como fontes a legislação, as informações sobre execução físico-financeira da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), além de questionários e entrevistas com merendeiras, estudantes, gestores, nutricionista e Conselho da Alimentação Escolar. Os resultados denotaram que houve aumento no número de estudantes atendidos e nos recursos recebidos, principalmente após 2009, quando o PNAE foi ampliado para todas as etapas da educação básica. Apesar da cobertura universalizada, os recursos são insuficientes para assegurar a oferta de alimentação escolar com o padrão estabelecido pelo Programa em apreço.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlúcia Lima de Sousa Meneses, Secretaria Estadual de Educação do Piauí (Seduc-PI), Teresina/PI – Brasil; Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI – Brasil

Marlúcia Lima de Sousa Meneses   é professora da educação básica da rede estadual de Educação do Piauí. Mestre em Educação e membro do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Políticas e Gestão da Educação da Universidade Federal do Piauí (NUPPEGE/UFPI).

Rosana Evangelista da Cruz, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina/PI – Brasil

Rosana Evangelista da Cruz é docente no Programa de Pós-Graduação em Educação, vinculada ao Departamento de Fundamentos da Educação, membro do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Políticas e Gestão da Educação da Universidade Federal do Piauí (NUPPEGE/UFPI).

Referências

AGATTE, Valquíria da Conceição. Representações sociais da alimentação escolar atribuídas por adolescentes de uma escola pública de Areia Branca, em Lauro de Freitas, Bahia. 139 f. Dissertação (Mestrado em Alimentação, Nutrição e Saúde) – Escola de Nutrição, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

AMISTA, Maria Júlia de Miguel. Programa de alimentação escolar: perfil dos beneficiários, qualidade e atuação de gestores da comunidade de Guariba. 2013. 173 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2013.

BALABAN, Daniel Silva. A importância dos conselhos de alimentação escolar: o controle de políticas públicas sob a ótica da cidadania. In: SOUZA, Donaldo Bello de (Org.). Acompanhamento e controle social da educação – fundos e programas federais e seus conselhos fiscais. São Paulo: Xamã, 2006. p. 26-40.

BOTAFOGO, Maria do Carmo de Jesus. Financiamento do Programa Nacional de Alimentação Escolar: um estudo da contrapartida do município. 2011. 100 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2011.

BRASIL. Lei nº 8.913, de 12 de julho de 1994. Dispõe sobre a municipalização da merenda escolar. Diário Oficial da União, Brasília, 1994. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1994/lei-8913-12-julho-1994-349782-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 12 nov. 2017.

BRASIL. Medida Provisória nº 1.784, de 14 de dezembro de 1998. Dispõe sobre o repasse de recursos financeiros do Programa Nacional de Alimentação Escolar, institui o Programa Dinheiro Direto na Escola, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 1998. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/medpro/1998/medidaprovisoria-1784-14 dezembro-1998-368872-norma-pe.html. Acesso em: 12 nov. 2017.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 38, de 19 de agosto de 2008. Estabelece critérios para o repasse de recursos financeiros, à conta do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE, previstos na Medida Provisória nº 2.178-36, de 24 de agosto de 2001, para o atendimento dos alunos do ensino fundamental matriculados em escolas de Educação Integral, participantes do Programa Mais Educação. Brasília, 2008. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/legislacao/item/3267-resolu%C3%A7%C3%A3o-cd-fnde-n%C2%BA-38-de-19-de-agosto-de-2008. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 59, de 11 de novembro de 2009. Diário Oficial da União, Brasília, 2009a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc59.htm. Acesso em: 15 abr. 2015.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 42, de 10 de agosto de 2009. Altera o valor per capita para oferta da alimentação escolar nas creches participantes do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE. Brasília, 2009b. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/PNAE/PNAE-sobre-o-programa/PNAE-legislacao Acesso em: 21 jun. 2019.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 67, de 28 de dezembro de 2009. Altera o valor per capita para oferta da alimentação escolar do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE. Brasília, 2009c. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/legislacao/item/3376-resolu%C3%A7%C3%A3o-cd-fnde-n%C2%BA-67-de-28-de-dezembro-de-2009. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica; altera as Leis nos 10.880, de 9 de junho de 2004, 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, 11.507, de 20 de julho de 2007; revoga dispositivos da Medida Provisória no 2.178-36, de 24 de agosto de 2001, e a Lei no 8.913, de 12 de julho de 1994; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2009d. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l11947.htm. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 8, de 14 de maio de 2012. Altera os valores per capita da educação infantil PNAE. Brasília, 2012. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/legislacao/item/3518-resolu%C3%A7%C3%A3o-cd-fnde-n%C2%BA-8-de-14-de-maio-de-2012. Acesso em: 21 jun. 2017.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 5, de 7 de março de 2013. Dispõe sobre o recebimento das prestações de contas do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), relativas às competências de 2011. Brasília, 2013a. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/PNAE/PNAE-sobre-o-programa/PNAE-legislacao. Acesso em: 12 nov. 2017.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 9, de 28 de março de 2013. Altera a Resolução/CD/FNDE nº 5, de 7 de março de 2013. Brasília, 2013b. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/PNAE/PNAE-sobre-o-programa/PNAE-legislacao. Acesso em: 21 out. 2017.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE nº 43, de 13 de novembro de 2013. Estabelece período de transição, no qual fica facultado aos estados, Distrito Federal e municípios repassar os recursos recebidos à conta do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) diretamente às escolas da respectiva rede de ensino. Brasília, 2013c. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/PNAE/PNAE-sobre-o-programa/PNAE-legislacao. Acesso em: 21 out. 2017.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE/MEC nº 12, de 30 de abril de 2014. Dispõe sobre ampliação de prazo para apresentação da prestação de contas 2013 do Programa Nacional da Alimentação Escolar - PNAE. Brasília, 2014. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/PNAE/PNAE-sobre-o-programa/PNAE-legislacao. Acesso em: 17 mar. 2018.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Cartilha Nacional da Alimentação Escolar. Brasília, 2015a.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução/CD/FNDE/MEC nº 4, de 3 de abril de 2015. Altera a redação dos artigos 25 a 32 da Resolução/CD/FNDE nº 26, de 17 de junho de 2013, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Brasília, 2015b. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/PNAE/PNAE-sobre-o-programa/PNAE-legislacao. Acesso em: 12 nov. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 – atualizada até a Emenda Constitucional nº 96/2017. Diário Oficial da União, Brasília, 2017a. Disponível em: http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/legislacaoConstituicao/anexo/CF.pdf. Acesso em: 17 out. 2017.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Resolução CD/FNDE/MEC Nº 1, de 8 de fevereiro de 2017. Altera o valor per capita para oferta da alimentação escolar do Programa de Alimentação Escolar - PNAE. Brasília, 2017b. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/legislacao/item/10900-resolu%C3%A7%C3%A3o-cd-fnde-mec-n%C2%BA-1,-de-8-de-fevereiro-de-2017. Acesso em: 29 jul. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de novembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional – atualizada até março de 2017. Diário Oficial da União, Brasília, 2017c. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/529732/lei_de_diretrizes_e_bases_1ed.pdf. Acesso em: 17 out. 2017.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Área territorial brasileira. Rio de Janeiro, 2018a. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados.html. Acesso em: 22 jul. 2019.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua - PNAD Continua. Rio de Janeiro, 2018b. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101657_informativo.pdf. Acesso em: 23 jun. de 2019.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Dados de cobertura do PNAE de 2006 a 2017. Dados Abertos. Brasília, 2019a. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/dadosabertos/. Acesso em: 25 jul. 2019.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. SSIGEF - Sistema Integrado de Gestão Financeira. Valores liberados para o PNAE SEDUC – 2006 a 2017. Brasília, 2019b. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/sigefweb/index.php/liberacoes. Acesso em: 25 jul. 2019.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório do 2º ciclo de monitoramento das metas do Plano Nacional de Educação. 2. ed. Brasília: Inep/Mec, 2019c. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/centrais-de-conteudo/acervo-linha-editorial/publicacoes-institucionais/plano-nacional-de-educacao/relatorio-do-2o-ciclo-de-monitoramento-das-metas-do-pne-2018. Acesso em: 5 dez. 2021.

BRASIL. Universidade Federal do Paraná. Laboratório de Dados Educacionais. Número de matrículas por dependência administrativa e etapas e modalidades por segmento – Piauí. Curitiba: UFPR, 2019d. Disponível em: https://dadoseducacionais.c3sl.ufpr.br/#/indicadores/matriculas. Acesso em: 18 jul. 2019.

BRASIL. Banco Central do Brasil. Calculadora do cidadão. 2020a. Disponível em: https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormCorrecaoValores.do?method=exibirFormCorrecaoValores. Acesso em: 20 jul. 2020.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. FNDE repassa R$ 400 milhões para alimentação dos estudantes das redes públicas. Brasília, 2020b. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/area-de-imprensa/noticias/item/13731-fnde-repassa-r$-400-milh%C3%B5es-para-alimenta%C3%A7%C3%A3o-dos-estudantes-das-redes-p%C3%BAblicas. Acesso em: 5 set. 2020.

CARA, Daniel. Prólogo - Tudo que parecia ser sólido se desmanchou no ar. O desmonte das políticas de educação. In: CRUZ, Rosana Evangelista da; SILVA, Samara de Oliveira. Gestão da política nacional de educação: desafios contemporâneos para garantia do direito à educação. Teresina: Edufpi, 2017.

CÉSAR, Josiane Tiborski. Adesão à alimentação escolar por adolescentes da rede pública de ensino. Lapa, Paraná. 2016. 143 f. Dissertação (Mestrado em Alimentação e Nutrição) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2016.

COSTA, Jordanna Maria Nunes. Política de alimentação escolar: tem caroço nesse angu? A gestão e o controle social do PNAE. 2013. 185 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

CRUZ, Rosana Evangelista da. Financiamento da educação e pacto federativo: qual o papel do FNDE? Curitiba: Appris, 2022.

CRUZ, Rosana Evangelista da; SONOBE, Aline K. A oferta do ensino fundamental no contexto do FUNDEB. Fineduca: Revista de Financiamento da Educação, v. 10, p. 01-19, 2020.

GATTI, Bernardete Angelina. Estudos quantitativos em educação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n.1, p. 11-30, jan./abr. 2004.

MACHADO, Thais de Souza. A gestão escolarizada do programa de alimentação escolar no estado de Goiás. 2011. 125 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011.

MELO, Mariana Navarro Tavares de; FRANCO DE SÁ, Ronice Maria Pereira; MELO FILHO, Djalma Agripino de. Sustentabilidade de um programa de alimentação escolar bem-sucedido: estudo de caso no Nordeste do Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 6, p. 1899-1908, jun. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141381232016000601899& ng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 nov. 2018.

MOTA, Alice. Leia já. 2017. Disponível em: http://www.leiajá.com/politica/2017/07/21/quadrilha-presa-fornecia-carne-vencida-para-merenda/. Acesso em: 24 set. 2017.

NEGREIROS, Fauston. A merenda escolar e seu potencial em face da segurança alimentar em Guaribas-PI. 2009. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.

NUNES, Maria da Glória Brasil. O financiamento da educação profissional técnica integrada ao ensino médio na rede pública estadual do Ceará: o caso da alimentação escolar. 2015. 94 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

PEIXINHO, Albaneide Maria Lima. A trajetória do Programa Nacional de Alimentação Escolar no período de 2003-2010: relato do gestor nacional. Ciênc. saúde coletiva, v. 18, n. 4, p. 909-916, abr. 2013.

PIAUÍ. Fórum Estadual de Educação. Documento Referência da Conferência Estadual de Educação do Piauí. Piauí: SEDUC, 2015a. 190 p.

PIAUÍ. Lei nº 6.733, de 17 de dezembro de 2015b. Aprova o Plano Estadual de Educação e dá outras providências. Diário Oficial do Governo do Estado do Piauí, Teresina, 2015b. Disponível em: http://fne.mec.gov.br/123-foruns-estaduais-de-educacao/piaui/786-piaui-planos-de-educacao. Acesso em: 9 abr. 2018.

PIAUÍ. Secretaria de Estado da Educação. Unidade de Gestão de Pessoas. Edital UGP n° 002/2017. 2017a.

PIAUÍ. Secretaria de Estado da Educação. Unidade de Gestão e Inspeção Escolar – UGIE. Ofício Circular nº 08, de 20 de março de 2017. Dispõe sobre a Contrapartida Estadual para alimentação escolar. 2017b. Mimeo.

RODRIGUES, Paulo da Silva; DRAGO, Rogério. O Programa Nacional de Alimentação Escolar no Espírito Santo: tensões entre estado e mercado no processo pioneiro de terceirização. Vitória: Edufes, 2016.

ROSSO, Débora Cristina Costa de. As responsabilidades da gestão escolar nas escolas públicas estaduais da 27ª CRE do Rio Grande do Sul e a prestação de contas ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). 2016. 119 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro Universitário La Salle, Canoas, 2016.

SANT'ANNA, Olívia de Souza. Gestão descentralizada do Programa Nacional de Alimentação Escolar: análise comparativa em municípios mineiros. 2008. 138 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) – Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte, 2008.

SANTOS FILHO, José Camilo dos; GAMBOA, Silvio Sanchez. Pesquisa educacional: quantidade-qualidade. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

SANTOS, Sérgio Ribeiro dos; COSTA, Maria Bernadete de Sousa; BANDEIRA, Geovanna Torres de Paiva. As formas de gestão do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Revista de Salud Pública, Universidad Nacional de Colombia, Bogotá, v. 18, n. 2, p. 311-320, mar./abr. 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.15446/rsap.v18n2.41483.

SILVA, Deborah Bosco. Índice de qualidade da alimentação escolar no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE. 2017. 104 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão Pública) – Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

SILVA, Sandra Regina Bicudo da. Alimentação escolar: avaliação da composição nutricional, consumo alimentar e perfil socioeconômico. 2014. 95 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, 2014.

TEIXEIRA, Rita de Cássia de Santana. O trabalho do Conselho de Alimentação Escolar no Piauí: controle social, desenvolvimento e meio ambiente. 2015. 125 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2015.

VALENTIM, Emanuele de Araújo. O ambiente escolar como promotor de segurança alimentar e nutricional: o papel da alimentação escolar. 2014. 125 f. Dissertação (Mestrado em Segurança Alimentar e Nutricional) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

WOSNIAKI, Alexsandro. Consumo alimentar de adolescentes matriculados na rede pública estadual de ensino. 94 f. Dissertação (Mestrado em Segurança Alimentar e Nutricional) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

Downloads

Publicado

2022-11-28

Edição

Seção

Artigos