PEDAGOGIA DO ESPORTE E EDUCAÇÃO FÍSICA: A CONVERGÊNCIA NA BUSCA DA AUTONOMIA EM RELAÇÃO AOS SIGNIFICADOS CULTURAIS DO ESPORTE

Autores

  • Filipe Ferreira Ghidetti Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.96529

Palavras-chave:

Educação Física e Treinamento. Ensino. Esportes. Esportes Coletivos.

Resumo

Este artigo destaca uma bifurcação no movimento renovador da Educação Física: a corrente mais conhecida questiona a abordagem tradicional no ensino dos esportes quanto à função social da Educação/EF e a reprodução social. Mas é a corrente ancorada nas teorias da aprendizagem (construtivista e desenvolvimentista) que alcança desdobramentos importantes ao incrementar as possibilidades dos métodos de ensino dos Jogos Esportivos Coletivos (JECs), alegando a insuficiência do ensino centrado na técnica, descolado da essência tática desses jogos. Nesse sentido, salienta a convergência dessas duas correntes: a busca da autonomia do sujeito quanto a sua própria prática esportiva. Mostra que o avanço na questão da reprodução social só pode ser dado pelos conceitos que transformaram os modelos de ensino dos JECs. Conclui que a solução se basearia nos modelos de ensino que possibilitaram retomar o sentido dos jogos mostrando o entrelaçamento dos JECs na trama social, permitindo equivaler diversas formas de movimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Ferreira Ghidetti, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC)

Downloads

Publicado

2020-05-07

Como Citar

GHIDETTI, F. F. PEDAGOGIA DO ESPORTE E EDUCAÇÃO FÍSICA: A CONVERGÊNCIA NA BUSCA DA AUTONOMIA EM RELAÇÃO AOS SIGNIFICADOS CULTURAIS DO ESPORTE. Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26034, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.96529. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/96529. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais