O DISCURSO DA SUPREMACIA BRANCA E O ESPORTE: UM ESTUDO A PARTIR DE TEXTOS E COMENTÁRIOS NA INTERNET

Autores

  • Marcio Antonio Tralci Filho Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo http://orcid.org/0000-0002-0874-0375
  • Alessandro de Oliveira dos Santos Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.64497

Palavras-chave:

Supremacia Branca, Teoria Racial Crítica, Esporte, Internet

Resumo

Esse artigo se propõe a analisar a persistência e a reprodução da supremacia branca a partir de comentários na internet sobre esporte. Foram selecionados comentários de cinco textos publicados entre 2009 e 2016 que abordaram o Tênis, escolhido por ser historicamente um esporte com hegemonia de atletas brancos, e, mais especificamente, pelo desempenho da atleta Serena Williams. Como resultados, observamos que a supremacia branca se faz presente no esporte, mesmo quando não há referências diretas à raça-etnia. Ademais, contatou-se que o esporte é também local de produção de discursos sobre a supremacia branca, uma vez que a ênfase no biológico e nos essencialismos culturais incentiva interpretações sobre a presença/ausência e desempenho de atletas brancos e negros que revisitam mitos políticos construídos pelo racismo científico do século XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Antonio Tralci Filho, Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo

Bacharel, Licenciado e Mestre em Educação Física pela Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo e estudante de Doutorado em Psicologia Social no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.

Alessandro de Oliveira dos Santos, Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo

Professor do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo onde é responsável pela área de Intercultura e Raça-Etnia.

Downloads

Publicado

2017-03-29

Como Citar

TRALCI FILHO, M. A.; SANTOS, A. de O. dos. O DISCURSO DA SUPREMACIA BRANCA E O ESPORTE: UM ESTUDO A PARTIR DE TEXTOS E COMENTÁRIOS NA INTERNET. Movimento, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 229–248, 2017. DOI: 10.22456/1982-8918.64497. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/64497. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais