A Educação Física Escolar como tema da produção do conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte II

Autores

  • Valter Bracht Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Bruno Faria Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Cláudia Moraes Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Erivelton Fernandes Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Felipe Quintão de Almeida Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Filipe Ghidetti Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Ivan Gomes Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Maria Rocha Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Thiago Machado Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Ueberson Almeida Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.
  • Vinícius Penha Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.30158

Palavras-chave:

Educação Física, Esportes, Educação

Resumo

Resumo: Nesta segunda parte do estudo, apresentamos uma análise da produção do conhecimento sobre Educação Física Escolar veiculada em quatro dos principais periódicos brasileiros: Movimento, Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Motrivivência e Pensar a Prática. As análises centraram-se nas três categorias identificadas na primeira parte desta publicação, quais sejam: Fundamentação, Intervenção e Diagnósticos. Foram discutidas as principais problematizações, orientações teóricas, perspectivas metodológicas que norteiam os estudos publicados, bem como o que eles apontam a partir dos resultados como perspectivas e indicações. Destacamos nas conclusões a crescente pluralidade das abordagens teóricas (após um período inicial – década de 1980 – de grande predomínio da perspectiva marxista), um maior equilíbrio entre estudos ensaísticos e pesquisas empíricas (após, também, grande predomínio dos ensaios) e, ainda, a presença e a influência, agindo como pano de fundo da produção do conhecimento sobre esse tema, do chamado Movimento Renovador da Educação Física brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valter Bracht, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Possui doutorado - Universität Oldenburg (1990). Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Espírito Santo, onde coordena o Laboratório de Estudos em Educação Física do CEFD. Foi presidente do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (1991/93 e 1993/95). Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: educacao fisica escolar, formação continuada de professores, educacao e epistemologia.

Bruno Faria, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Possui graduação em Educaçao Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2009). Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2012). Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Realizou Estágio de Doutoramento Sanduíche na Goethe Universität - Franfkfurt am Main/Alemanha. Tem experiência na área de Educação e Educação Física, com ênfase em: epistemologia da educação física, educação física escolar cotidiano escolar, sociologia e filosofia política do reconhecimento, educação e educação física na infância. É integrante do Laboratório de Estudos em Educação Física (LESEF/UFES) e do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea (UFSC).

Cláudia Moraes, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2004). Concluiu o Mestrado (2007) e o Doutorado (2017) pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, na linha de pesquisa Sociologia e História da Educação, com estágio sanduíche na Faculté d'Education de l'Université de Montpellier. Tem experiência na área da Educação e Educação Física como professora de Redes Municipais de Ensino e como professora do Ensino Superior. Possui interesse em estudos relacionados à História e Ensino da Educação Física, História e Sociologia do esporte e das práticas corporais.

Erivelton Fernandes, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Graduado em Educação Física Licenciatura pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Felipe Quintão de Almeida, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Doutorado em Educação pela mesma instituição (2009). Licenciando em Filosofia da Universidade Federal do Espírito Santo (2011). Tem experiência na área de Educação e Educação Física, com ênfase em: educação física escolar e epistemologia da educação física. Entre 2010 e 2018, foi editor adjunto da Revista Brasileira de Ciências do Esporte (RBCE) e do Cadernos de Formação RBCE .

Filipe Ghidetti, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Possui graduação em Educação Física - Licenciatura pela Universidade Federal do Espírito Santo (2009), mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2012) e doutorado em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Ivan Gomes, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (1994), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (2000) e doutorado em Ciências Humanas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008). Atualmente é professor efetivo do Centro de Educação Física e Desportos na Universidade Federal do Espírito Santo. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEF/CEFD/UFES). Bolsista Pesquisador Edital FAPES 04/2015. Tem experiência na área de educação física, atuando principalmente nos seguintes temas: corpo, educação, educação física e saúde.

Maria Rocha, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

É professora do curso de Licenciatura em Educação Física do Centro Universitário Católica de Vitória - UCV e também professora de Educação Física na Educação Básica na Prefeitura Municipal de Vitória-ES. É formada em Bacharelado e Licenciatura em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Possui Mestrado em Educação Física (PPGEF - UFES).

Thiago Machado, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

É professor do curso de Licenciatura em Educação Física da "Católica de Vitória - Centro Universitário" e docente efetivo da Rede Estadual de Ensino do Espírito Santo (SEDU). Licenciou-se em Educação Física pela Universidade Federal do Espirito Santo (UFES), onde também cursou o Mestrado em Educação Física (PPGEF - UFES) e o Doutorado em Educação Física (PPGEF - UFES). É membro do Laboratório de Estudos em Educação Física (LESEF), desenvolvendo pesquisas nas áreas de concentração: 'Teorias pedagógicas da Educação Física' e 'Epistemologia da Educação Física'. Participa da Rede Internacional de Investigação Pedagógica em Educação Física Escolar (REIIPEFE). Fez parte da Secretaria Estadual do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, no Estado do Espírito Santo (tendo atuado nas gestões 2010-2012 e 2012-2014).

Ueberson Almeida, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Possui graduação e mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2008) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo (2014). Atualmente é professor adjunto do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Espírito Santo, onde também atua como docente do Mestrado Profissional em Educação Física. É professor do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional da UFES. Tem experiência na área da Saúde e da Educação Física Escolar: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. Atua principalmente nos seguintes temas: Formação, trabalho e saúde, educação física escolar, práticas corporais e saúde. Membro do Laboratório de Estudos em Educação Física -LESEF/CEFD/Ufes.

Vinícius Penha, Laboratório de Estudos em Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal do Espírito Santo.

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEF), na linha de pesquisa Educação Física, Cotidiano, Currículo e Formação Docente pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). A tese tem como título "Educação popular, corpo e educação física: relações com a educação de jovens e adultos". Possui graduação e mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo. Possui experiência como professor de educação física na educação básica nos níveis fundamental I e II, ensino médio e educação de jovens e adultos. Tem experiência no ensino superior e em formação continuada de professores. É membro do Laboratório de Estudos em Educação Física (LESEF) do CEFD/UFES, do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (NEJA) do Centro Pedagógico da UFES e docente do Grupo de Capoeira Beribazu.

Downloads

Publicado

2012-06-27

Como Citar

BRACHT, V.; FARIA, B.; MORAES, C.; FERNANDES, E.; ALMEIDA, F. Q. de; GHIDETTI, F.; GOMES, I.; ROCHA, M.; MACHADO, T.; ALMEIDA, U.; PENHA, V. A Educação Física Escolar como tema da produção do conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte II. Movimento, [S. l.], v. 18, n. 2, p. 11–37, 2012. DOI: 10.22456/1982-8918.30158. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/30158. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Em foco