MODERNIDADE HIGIENISMO E GINÁSTICA EM SALVADOR/BA (1850-1920)

Aline Gomes Machado, Coriolano Pereira da Rocha Junior

Resumo


O século XIX representou um período de mudanças no Brasil, calcado em pensamentos como o Movimento Higienista. Este, com características biologizantes e centrado na racionalidade científica, influenciou diversos setores sociais, delineando almejadas práticas culturais, dentre elas, a ginástica. Este estudo aborda o pensamento higienista e sua relação com a ginástica em Salvador-BA, entre 1850 a 1920. Para o desenvolvimento optamos pela Nova História Cultural. O recorte temporal compreendeu o período entre a segunda metade do século XIX e as duas primeiras décadas do século XX, haja vista ter sido uma fase de construções de um projeto de sociedade moderna e higiênica. As fontes de pesquisa foram revistas e jornais publicados na Bahia, com circulação em Salvador. Como conclusão, apontamos que o caminho do progresso na capital baiana buscava relações estreitas com o higienismo e destacava a ginástica como prática dileta e símbolo moderno.


Palavras-chave


Modernidade. Higienismo. Práticas Corporais. Ginástica.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.94445

Direitos autorais 2020 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment