DISSERTAÇÕES E TESES EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE ABORDAGENS METODOLÓGICAS

Pedro Henrique Zubcich Caiado de Castro, Alan Camargo Silva, Sílvia Maria Agatti Lüdorf

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar a produção científica em Educação Física de dissertações e teses de programas de pós-graduação stricto sensu, no período de 2001 a 2010, com enfoque em suas abordagens metodológicas. Os PPGEF selecionados foram: USP, Unesp, UFRGS, Unicamp e UGF. A análise dos dados pautou-se na abordagem metodológica proposta por Gaya (2008). Os resultados apontaram predominância da abordagem nomotética, seguida da interpretativa e ausência da intervenção social. Conclui-se, com base em Bourdieu, que as regras do jogo científico têm influenciado a orientação metodológica da produção de conhecimento da área, o que pode repercutir na reprodução de modos hegemônicos de ciência no campo.


Palavras-chave


Produção científica. Programas de pós-graduação. Educação Física. Atividades científicas e tecnológicas.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.82495

Direitos autorais 2019 Movimento (ESEFID/UFRGS)



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment