A PRESENÇA DE ANTHONY GIDDENS NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA BRASILEIRA: ENTRE A REFLEXÃO E O DESLIZE

Gabriel Carvalho Bungenstab

Resumo


O objetivo deste artigo é mapear a presença do sociólogo Anthony Giddens na produção científica do campo da Educação Física (EF) brasileira e analisar de que maneira suas contribuições teóricas aparecem na área. Este texto apresenta a descrição que Giddens faz sobre a sociedade moderna reflexiva e suas reconfigurações relacionadas ao agente/estrutura. Feito isso, o texto se ocupará de realizar um levantamento bibliográfico nos principais periódicos da área a fim de analisar aqueles artigos que referenciaram Giddens. Aponta, por fim, que: 1) há pouco diálogo entre a EF e o sociólogo inglês e 2) a maioria dos textos produzidos pela área não utiliza Giddens de maneira reflexiva, cometendo, assim, deslizes teóricos.

 


Palavras-chave


Educação Física. Epistemologia. Modernidade.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.81631



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment