AS MONOGRAFIAS DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ESPÍRITO SANTO: CIRCULAÇÃO E PRODUÇÃO DE SABERES (1932-1939)

Marcela Bruschi, Marcelo Laquini Eller, Thiago Ferraz Will, Amarílio Ferreira Neto, Wagner dos Santos, Omar Schneider

Resumo


Analisa o processo de elaboração de monografias na Escola de Educação Física do Espírito Santo para compreender a formação de professores, a circulação de saberes e sua materialização como dispositivo de controle dos conhecimentos incorporados. Utiliza como fontes os documentos presentes no Arquivo Permanente do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Espírito Santo, entre os anos de 1932 e 1939. Usa como referencial teórico e metodológico os conceitos de lutas de representações e circulação e o modelo do paradigma indiciário. Os indícios nos permitem compreender que as monografias eram um dispositivo que reforçava a utilização do Método Francês. Os alunos usaram os recursos disponíveis na escola, como livros e periódicos, para sua elaboração. Os temas presentes nos trabalhos referiam-se aos saberes apresentados para a formação dos professores e à forma como o Método Francês foi utilizado no Estado.

 


Palavras-chave


Educação Física. Método Francês. Monografia.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.70135

Direitos autorais 2019 Movimento (ESEFID/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment