DIMENSÕES SOCIOCULTURAIS DO BOXE: PERCEPÇÃO E TRAJETÓRIA DE MULHERES ATLETAS

Berta Leni Costa Cardoso, Tânia Mara Vieira Sampaio, Doiara Silva dos Santos

Resumo


O objetivo deste trabalho foi analisar a trajetória e percepção de atletas do boxe feminino sobre o esporte escolhido como profissão quanto a dimensões socioculturais. Para tanto, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com sete boxeadoras profissionais do Brasil. Metodologicamente, combinou-se o programa ALCESTE (Analyse Lexicale par Contexte d’un Ensemble de Segments de Texte) e a Análise de Conteúdo. A partir da análise em classes temáticas, discutiu-se o relato de que o boxe feminino capitaliza poucos incentivos financeiros e pouca divulgação. Constatou-se também que, ao longo de sua trajetória, as entrevistadas se depararam com dificuldades quanto ao apoio da família e preconceitos.

 

 


Palavras-chave


Mulheres. Atletas. Boxe.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.46404

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment