EPISTEMOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA BRASILEIRA: (re)descrições da atividade epistemológica no século XXI

Gabriel Carvalho Bungenstab

Resumo


O objetivo deste texto é mapear e analisar, em termos de artigos científicos, a produção desenvolvida pelo campo da Educação Física brasileira no que diz respeito às (re)configurações do debate epistemológico da área. A partir do debate travado no fim do século XX que polarizou as teorias entre a “vertente científica” e a “vertente pedagógica”, foi realizada uma revisão sistemática de literatura nos principais periódicos da área a fim de analisar aqueles artigos que atualmente se interessam em discutir a relação entre a Educação Física e a ciência. Indica, por fim, que o debate epistemológico atual é acalorado no que tange aos giros epistemológicos, mas também vê emergir uma atividade epistemológica que visa defender a pluralidade de teorias e ideias na área.

 


Palavras-chave


Educação Física. Epistemologia. Indicadores de Produção Científica. Artigo de revista.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.100551

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment