ATLETAS DO SÉCULO XXI: OU DAS FUSÕES BIOTECNOLÓGICAS NOS ATLETAS DE ALTO RENDIMENTO

Autores

  • George Saliba Manske Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.32434

Palavras-chave:

Esporte. Atletas. Biotecnologia. Pós-estruturalismo.

Resumo

Este estudo tem como objetivo discutir as condições contemporâneas vinculadas às biotecnologias e suas relações com o esporte de alto rendimento, em especial, na configuração de um novo tipo de sujeito atleta. Parte-se do pressuposto que as bases epistemológicas que organizam o esporte moderno são dualísticas, e acabam por classificar os sujeitos entre atletas normais ou paratletas, sendo, portanto, incapazes de lidar com as transformações hodiernas referentes aos usos de tecnologias para a ampliação das potencialidades humanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

George Saliba Manske, Universidade do Vale do Itajaí

Professor do curso de Educaçào Física da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI).

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

MANSKE, G. S. ATLETAS DO SÉCULO XXI: OU DAS FUSÕES BIOTECNOLÓGICAS NOS ATLETAS DE ALTO RENDIMENTO. Movimento, [S. l.], v. 19, n. 1, p. 289–308, 2012. DOI: 10.22456/1982-8918.32434. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/32434. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Ensaios