MODELO DE JOGO E PROCESSO DE ENSINO NO FUTEBOL: PRINCÍPIOS GLOBAIS E ESPECÍFICOS

Autores

  • Rodrigo Vicenzi Casarin Pontifícia Universidade Católica de Curitiba. Paraná - Brasil.
  • Riller Silva Reverdito Faculdade Adventista de Hortolândia (FAH/UNASP).
  • Dênis de Lima Greboggy Universidade Federal do Paraná
  • Carlos Alberto Afonso Pontifícia Universidade Católica de Curitiba
  • Alcides José Scaglia Faculdade de Ciências Aplicadas da Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.16302

Palavras-chave:

Futebol, Jogos Coletivos, Esportes.

Resumo

A dimensão tática deve ser entendida como centro do processo de ensino-aprendizagem no futebol, assumindo seu caráter organizativo, multidimensional, intencional e consciente. Este artigo teve como foco, apresentar conceitos e conteúdos para sustentação de um processo de ensino aprendizagem, baseado na dimensão tática e na interdependência de três aspectos fundamentais: metodologia para compreensão tática, princípios de jogo e modelos de jogo. Foram sugeridos e descritos em específico, princípios e modelos de jogo direcionados para diferentes faixas etárias, sendo estes compostos por peculiaridades comuns aos jogos esportivos coletivos de invasão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Vicenzi Casarin, Pontifícia Universidade Católica de Curitiba. Paraná - Brasil.

Especialista em Metodologia do Treinamento de Futebol. Colaborador do Grupo de Pesquisa em Comportamento Motor, PUC, Curitiba/PR.

Riller Silva Reverdito, Faculdade Adventista de Hortolândia (FAH/UNASP).

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Adventista de São Paulo (FAH/UNASP), Mestrado em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (FACIS/UNIMEP), na área de concentração Movimento Humano, Cultura e Educação, e Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (FEF/UNICAMP), na área de Biodinâmica do Movimento e Esporte. Atualmente é docente na Faculdade de Ciências da Saúde, curso de Educação Física, da Universidade do Estado de Mato Grosso (FACIS/UNEMAT) e do Programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Atua na área de Educação Física e Esporte, na linha de pesquisa Movimento Humano, Esporte e Educação, com ênfase em Estudos Aplicados em Pedagogia do Esporte, Educação Física Escolar, Desenvolvimento Positivo dos Jovens e Avaliação de Impacto Social.

Dênis de Lima Greboggy, Universidade Federal do Paraná

É Bacharel (2007) e Licenciado (2010) em Educação Física pela PUCPR. Especialista em Neurociência pela PUCPR (2010). Mestre em Educação Física Exercício e Esporte (2012) pela UFPR, na área de concentração Comportamento Motor. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Odontologia/Biociências da PUCPR (2016). Atualmente é professor assistente II da PUCPR ministrando as disciplinas de Teoria e Prática do Basquetebol, Futebol e Futsal; Treinamento Esportivo.

Carlos Alberto Afonso, Pontifícia Universidade Católica de Curitiba

Possui graduação em Licenciatura Em Educação Física pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1984), mestrado em Educação Pedagogia Universitária pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1994), doutorado em Ciências do Desporto pela Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física (2001) do Porto/Portugal e Pós Doutorado em Educação Física (Formação Profissional) pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto/Portugal (2016. Atualmente é professor aposentado do departamento de Educação Física da Universidade Tecnológica Federal do Paraná/UTFPR, consultor da Universidade Federal do Paraná e avaliador do Inep . Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Aprendizagem Motora, Desenvolvimento Motor, Voleibol e Treinamento Desportivo.

Alcides José Scaglia, Faculdade de Ciências Aplicadas da Unicamp

Licenciado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (1995), bacharel em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (1995), mestre em Pedagogia do Esporte pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e doutor em Pedagogia do Movimento pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Tem experiência na área de Educação Física e Esportes, desenvolvendo estudos, projetos e pesquisas nas áreas da: educação física escolar e Pedagogia do Esporte, com ênfase em metodologia de ensino-treinamento dos jogos coletivos de invasão, futebol da iniciação ao treinamento e pedagogia do jogo. Atualmente é docente na Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) no curso de Ciências do Esporte da UNICAMP, responsável/líder pelas pesquisas do LEPE (Laboratório de Estudos em Pedagogia do Esporte), pesquisador do Ludens - USP e coordenador de Graduação da FCA (UNICAMP).

Downloads

Publicado

2011-04-19

Como Citar

CASARIN, R. V.; REVERDITO, R. S.; GREBOGGY, D. de L.; AFONSO, C. A.; SCAGLIA, A. J. MODELO DE JOGO E PROCESSO DE ENSINO NO FUTEBOL: PRINCÍPIOS GLOBAIS E ESPECÍFICOS. Movimento, [S. l.], v. 17, n. 3, p. 133–152, 2011. DOI: 10.22456/1982-8918.16302. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/16302. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais