A MEDIAÇÃO CULTURAL NO FUTEBOL PARA CEGOS

Márcio Pereira Morato, Mariana Simões Pimentel Gomes, Alcides José Scaglia, José Júlio Gavião de Almeida

Resumo


Este artigo descreve e analisa os contextos e personagens responsáveis pelo desenvolvimento do futebol para cegos no Brasil. Foram entrevistados jogadores e treinadores da modalidade. O tratamento e análise dos dados pela Análise de Enunciação destacou nove categorias/indicadores. A inferência dos dados evidenciou o ciclo de mediação cultural, influenciado pelo fenômeno futebol e protagonizado pelos seguintes personagens:jogadores de futebol, família, professor/técnico, amigos e jogadores de futebol para cegos. Tais personagens interagem nos conseguintes contextos para a mediação da aprendizagem da modalidade: instituto/entidade, eventos (paradesporto), seleção brasileira da modalidade e faculdades de educação física.

 


Palavras-chave


Futebol. Cegueira. Esportes.

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.17256

Direitos autorais



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment