TRAJETÓRIAS ESPORTIVAS DE JOGADORAS DE HANDEBOL E SUAS NARRATIVAS SOBRE SER PROFISSIONAL DA MODALIDADE

Suélen de Souza Andres, Silvana Vilodre Goellner

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo analisar o processo de profissionalização de atletas praticantes de handebol de um time do Rio Grande do Sul, considerando suas trajetórias e narrativas. A fundamentação teórico-metodológica está ancorada na História Oral, e sua captação de informações está centrada na realização de quinze entrevistas com atletas da equipe adulta da APAHAND/UCS/Prefeitura de Caxias do Sul. A partir das análises, foi possível verificar a centralidade que o handebol adquire na vida dessas atletas, assim como a estreita relação construída entre sua trajetória esportiva e sua formação acadêmica. Por fim, percebemos que o entendimento que expressam sobre ser uma profissional da modalidade se dá mediante a relação que estabelecem com a prática do esporte e não a partir de vínculos trabalhistas que façam dessa atividade uma profissão.

 


Palavras-chave


Mulheres. Handebol feminino. Carreira esportiva.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.79795

Direitos autorais 2018 Movimento (ESEFID/UFRGS)



 

Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment