PRODUÇÃO CIENTÍFICA RELACIONADA AO FUTEBOL DE MULHERES EM TESES E DISSERTAÇÕES BRASILEIRAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.113239

Palavras-chave:

Futebol. Mulheres. Bibliometria.

Resumo

Objetivamos mapear e explorar a produção científica relacionada ao futebol de mulheres em teses e dissertações brasileiras, na área de conhecimento da Educação Física, na última década. Os trabalhos foram rastreados no Banco de Teses e Dissertações da Capes, do IBICT e do NUTESES, através da equação Futebol and feminino or Mulher. Os resultados encontrados consistem em: nove dissertações e duas teses; 11 pesquisadores (majoritariamente mulheres); destaque ao ano de 2017; apenas as regiões Sul e Sudeste foram contempladas; sete instituições que possuem estudos na temática; subárea pesquisada com mais frequência foi a sociocultural, com palavras-chave relacionadas a ela; a maioria dos trabalhos não contou com financiamento. Tais resultados expressam a necessidade de investimento nas pesquisas e de PPG fora dos polos tradicionais acadêmicos brasileiros. A pesquisa reflete a incipiência da produção científica nacional sobre o futebol de mulheres, justificada pelos seus impactos históricos, sociais e culturais.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Klauck Beirith, Universidade do Estado de Santa Catarina

Acadêmica em Educação Física (Licenciatura) pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Integrante do Laboratório de Pesquisa em Práticas Pedagógicas da Educação Física (LAPRAPEF/UDESC).

 

Franciane Maria Araldi, Universidade do Estado de Santa Catarina

Possui graduação em Educação Física Licenciatura pelo Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, na Universidade do Estado de Santa Catarina. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, na Universidade do Estado de Santa Catarina. Foi professora de futebol na Prefeitura Municipal de Rio do Sul. Professora no Estado de Santa Catarina. Professora da Escola Social Marista São José. Professora tutora nos cursos de graduação em Educação Física no Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI). Foi membro do Grupo de Pesquisa Teorias e Práticas Pedagógicas da Educação Física (TEPPEF). Membro do Laboratório de Pesquisa em Práticas Pedagógicas da Educação Física (LAPRAPEF). Realiza pesquisas relacionadas com as seguintes temáticas: qualidade de vida; satisfação no trabalho; ensino superior; carreira docente; desenvolvimento profissional; educação física escolar; futebol de mulheres.

Alexandra Folle, Universidade do Estado de Santa Catarina

Possui graduação em Educação Física (2002) e e especialização em Esporte Escolar (2004) pela Universidade Comunitária Regional de Chapecó. Mestre (2009) e Doutora em Educação Física (2014) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina. Professora Associada 3 do Departamento de Educação Física e do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte da Universidade do Estado de Santa Catarina. Vice-Coordenadora do Laboratório de Pesquisa em Práticas Pedagógicas da Educação Física (LAPRAPEF) e Membro do Laboratório de Pesquisa em Lazer e Atividade Física (LAPLAF). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física Escolar e formação esportiva, atuando principalmente nos seguintes temas: Estágio Curricular Supervisionado; carreira docente; desenvolvimento profissional; prática pedagógica/ Educação Física Escolar,; satisfação profissional; qualidade de vida; iniciação esportiva; avaliação do desempenho; treinamento técnico-tático; basquetebol.

Downloads

Publicado

2021-11-11

Como Citar

BEIRITH, M. K.; ARALDI, F. M.; FOLLE, A. PRODUÇÃO CIENTÍFICA RELACIONADA AO FUTEBOL DE MULHERES EM TESES E DISSERTAÇÕES BRASILEIRAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27064, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.113239. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/113239. Acesso em: 28 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais