HABITUS E CORPO SOCIAL: REFLEXÕES SOBRE O CORPO NA TEORIA SOCIOLÓGICA DE PIERRE BOURDIEU

Autores

  • Cristina Carta Cardoso de Medeiros Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.13430

Palavras-chave:

corpo social, teoria sociológica, habitus, Pierre Bourdieu.

Resumo

Este texto propõe discutir como as reflexões sobre o corpo estão presentes na teoria sociológica de Pierre Bourdieu, articulando o conceito de habitus e a construção do corpo social. Tal articulação pode ser verificada em várias obras de Bourdieu em que analisa as disposições incorporadas, o esquema corporal, os movimentos, as técnicas e os usos do corpo. Também foi possível verificar que Bourdieu reflete sobre o tema articulando-o em três eixos, a saber, o corpo como lugar do senso prático, o corpo como manifestação do habitus e o corpo como investimento de poder e dominação. Este entendimento auxilia na utilização do quadro teórico de análise desenvolvido por esse sociólogo para investigações sobre os processos de socialização, tornando-se uma importante ferramenta conceitual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Carta Cardoso de Medeiros, Universidade Federal do Paraná

Mestre e Doutora em Educação pela UFPR. Professora Adjunto do Departamento de Educação Física da UFPR. Professora colaboradora no PPGEF/UFPR. Pesquisadora do CEPELS (Centro de Pesquisas em Esporte, Lazer e Sociedade. Áreas de estudo: Dança, Sociologia da Educação, Sociologia do Esporte, Teoria Sociológica de Pierre Bourdieu.

Downloads

Publicado

2011-01-12

Como Citar

CARTA CARDOSO DE MEDEIROS, C. HABITUS E CORPO SOCIAL: REFLEXÕES SOBRE O CORPO NA TEORIA SOCIOLÓGICA DE PIERRE BOURDIEU. Movimento, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 281–300, 2011. DOI: 10.22456/1982-8918.13430. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/13430. Acesso em: 28 jun. 2022.

Edição

Seção

Ensaios