Letramento Informacional e Midiático para professores do século XXI

Autores

  • Leila Alves Medeiros Ribeiro Universidade de Brasília
  • Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque Universidade de Brasilia

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245212.203-221

Palavras-chave:

Letramento informacional e midiático. Formação de professores. Educação XXI.

Resumo

A sociedade contemporânea passa por mudanças profundas na estrutura desde que passou a agir em um sistema de rede conectado digitalmente. A transformação sistêmica alterou os processos das esferas da sociedade em especial na área da educação. Este artigo objetiva fomentar a discussão acerca da formação de professores no século XXI por meio da revisão de questões como o contexto de aprendizagem contemporâneo, a relação entre professores e mídias, bem como apresenta levantamento de pesquisas sobre o letramento informacional e midiático na formação de professores com o foco na educação básica. Os resultados mostram poucas pesquisas sobre formação docente e letramento informacional. Em sua maior parte, centram-se no bibliotecário no papel de educador ou nos professores dos cursos de graduação e pós-graduação de biblioteconomia ou tecnologias. Ao contrário, os trabalhos científicos sobre letramento midiático/digital e a formação docente no Brasil tem bastante tradição e apresenta variedade e franca ampliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leila Alves Medeiros Ribeiro, Universidade de Brasília

Doutoranda em Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque, Universidade de Brasilia

Doutora e mestre em ciência da informação pela Universidade de Brasília; especialista em literatura brasileira pela Universidade Católica de Brasília; graduada em biblioteconomia e documentação pela Universidade de Brasília. Atualmente é professora Adjunta da Universidade de Brasilia

Referências

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARY. Information literacy competency for higher education. Chicago: ALA, 2000. Disponível em: <http://www.ala.org/acrl/standards/informationliteracycompetency>. Acesso em: 3 set. de 2014.

BELLONI, M. L. Mídia-Educação: contextos, histórias e interrogações. In: FANTIN, M.; RIVOLTELLA (Org.) Cultura digital e escola: pesquisa e formação de professores. Campinas: Papirus, 2012.

BRASIL. Congresso Nacional. Projeto de Lei. Plano Nacional de Educação para o decênio 2011-2020. Brasília, 2010. Disponível em: <‪http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=7116&Itemid=>. Acesso em: 16 ago 2015.

BOEKHORST, A.K. (M)IL and its Kind. In: CONFERENCE OF THE MEDIA AND INFORMATION LITERACY FOR KNOWLEDGE SOCIETY, 2012, Moscow (Russia). Anais eletrônicos.... Moscow: Interregional Library Cooperation Centre, 2013. 432 p. Dispon;ivel em: http://www.ifapcom.ru/files/News/Images/2013/mil_eng_web.pdf> . Acesso em: 16 ago. 2015.

BUCKINGHAM, D. Media education: literacy, learning, and contemporary culture. Cambridge: Blackwell, 2003.

CÂMARA, Louize Lidiane Lima de Moura. Práticas de letramento digital de professores em formação: demandas, saberes e impactos. 2013. 270 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.

CAMPELO, B. S. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. Revista Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 3, p. 28-37, set./dez. 2003. Disponível em: <http://marista.edu.br/bibliotecas/files/2010/03/o-movimento-da-competencia-informacional1.pdf>. Acesso em: 8 out. 2014.

CASTELLS, M.: CARDOSO, G. (Org.) Sociedade em rede: do conhecimento à acção política. Belém: Imprensa Nacional, Casa da Moeda, 2005. Disponível em: <http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/anexos/a_sociedade_em_rede_-_do_conhecimento_a_acao_politica.pdf>. Acesso em: 10 de set 2014.

COMMISSION OF THE EUROPEAN COMMUNITIES. A European approach to media literacy in the digital environment. Brussels, 2007. Disponível em: <http://www.cedefop.europa.eu/en/news-and-press/news/european-approach-media-literacy-digital-environment>. Acesso em: 16 ago. 2015.

DEWEY, J. Como pensamos: como se relaciona o pensamento reflexivo com o processo educativo, uma reexposição. 4. ed. São Paulo: Nacional, 1979.

DUDZIAK, E. A. Competência em Informação: melhores práticas educacionais voltadas para a Information Literacy. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 21., 2005, Curitiba. Anais... Curitiba: FEBAB, 2005.

DUDZIAK, E. A. Information Literacy: princípios, filosofia e prática. Revista Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan/abr. 2003. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2014.

FREITAS, M. T. Letramento digital e formação de professores. Educação em Revista, v. 26, n. 3, p. 335-352, Belo Horizonte, dez. 2010. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/edur/v26n3/v26n3a17> . Acesso em: 8 out. 2014.

GABRIEL, M. Educ@r: a revolução digital na educação. São Paulo: Saraiva, 2013.

GASQUE, K. C. G. D.; TESCAROLO, R. Desafios para implementar o letramento informacional na educação básica. Educação em Revista, v. 26, n. 1, p. 41-56, Abr. Belo Horizonte, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/edur/v26n1/03.pdf>. Acesso em: 10 out. 2014.

GASQUE, K. C. G. D. A. O pensamento reflexivo na busca e no uso da informação na comunicação científica. 2008. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

GASQUE, K. C. G. D.; COSTA, S. M. S. Comportamento dos professores da educação básica na busca da informação para formação continuada. Ciência da Informação, Brasília , v. 32, n. 3, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19652003000300007&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 21 nov. 2014.

HEPWORTH, M.; WALTON, G. Teaching Informagion Literacy for Inquiry-Based Learning. [S.l.]: Chandos, 2009.

IMBERNÓN, F. Claves para una nueva formación del professorado. Revista Investigación em la escuela, n. 43, p. 57-66, 2001. Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=117059>. Acesso em: 13 de out 2014.

IMBERNÓN, F. Formação permanente e carreira docente. Revista de Ciências Humanas v. 13, n. 20, p. 45-50, jun. 2012. Disponível em: <http://revistas.fw.uri.br/index.php/revistadech/article/viewFile/352/637>. Acesso em: 10 out. 2014.

JENKINS, H. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009. Disponível em: < http://www.editoraaleph.com.br/site/media/catalog/product/f/i/file_1.pdf>. Acesso em: 16 ago 2015.

JORENTE, M. J. V. Ciência da Informação: mídia e convergência de linguagens na Web. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

KENSKI, V. M. Tecnologias e tempo docente. Campinas: Papirus, 2013.

KURBANOGLU, Serap. An Analysis of the Concept of Information Literacy. In: CONFERENCE OF THE MEDIA AND INFORMATION LITERACY FOR KNOWLEDGE SOCIETY, 2012, Moscow (Russia). Anais eletrônicos.... Moscow: Interregional Library Cooperation Centre, 2013. 432 p. Dispon;ivel em: http://www.ifapcom.ru/files/News/Images/2013/mil_eng_web.pdf> . Acesso em: 16 ago. 2015.

LACERDA SANTOS, G. A internet na escola fundamental: sondagem de modos de uso por professores. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022003000200008&script=sci_arttext> . Acesso em: 5 out. 2014.

LEE, A.Y.L.; SO, C.Y.K. Media Literacy and Information Literacy: Similarities and Differences.. Comunicar, v. 42, p. 137 -146, 2014.

LÉVY, P. Cibercultura. Tradução de Carlos da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

LÉVY, P. O que é virtual. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Editora 34, 2007.

MACHADO, A. M. F.; SANTOS, T. C. M.; ARAÚJO, R. F. Inclusão digital e competência informacional no contexto da alfabetização em séries iniciais. Ciência da Informação em Revista, v. 1, n. 2, p. 32-41, maio/ago, 2014. Disponível em: <http://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/1321>. Acesso em: 12 nov. 2014.

MARTINEZ, S. L.; STAGER, G. Invent to learn: making, tinkering, and engineering in the classroom. [S.l.]: Construct in Modern Knowledge, 2013.

MOSÉ, V. A escola e os desafios contemporâneos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

RIBEIRO, A. C. R. Letramento digital: uma abordagem através das competências na formação docente. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/72140> . Acesso em: 27 out. 2014.

SANTAELLA, L. Pós-humano, por quê? Revista USP, São Paulo, n. 74, p. 126-137, jun./ago. 2007.

SILVA NETO, C. E. Competências em Informação para Inclusão Digital: os professores da educação básica na sociedade em rede. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.

TAKAHASHI, T. Sociedade da informação: livro verde. Brasília: Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000. Disponível em: <http://www.mct.gov.br/upd_blob/0004/4795.pdf>. Acesso em: 8 jul. 2015.

TAPSCOTT, D. A hora da geração digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Tradução: Marcello Lino. Rio de Janeiro: Agir Negócios, 2010.

WILSON, C. et al. Alfabetização midiática e informacional: currículo para formação de professores. Brasília: UNESCO, 2013.

Downloads

Publicado

2015-09-17

Como Citar

RIBEIRO, L. A. M.; GASQUE, K. C. G. D. Letramento Informacional e Midiático para professores do século XXI. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 2, p. 203–221, 2015. DOI: 10.19132/1808-5245212.203-221. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/51891. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo