Impactos da busca de informações não relevantes na produtividade de profissionais de Tecnologia da Informação

Autores

  • Maria Albeti Vieira Vitoriano Universidade de Brasília - UnB
  • Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque Universidade de Brasília - UnB

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245252.370-388

Palavras-chave:

Busca de informação. Cyberloafing. Informação não relevante. Informação relevante. Sobrecarga de informação

Resumo

Este artigo é resultante de uma pesquisa de doutorado realizada com profissionais da área de infraestrutura de Tecnologia da Informação que trabalham no Distrito Federal. Utiliza-se metodologia de natureza quanti-qualitativa, com aplicação de questionário e realização de entrevistas individuais de natureza semiestruturada. Os resultados mostram que esses profissionais estão conectados durante a maior parte do tempo e, em geral, acessam informações sem relevância para o trabalho imediato, fenômeno denominado cyberloafing. Os principais motivos para o acesso são: atualização sobre os últimos acontecimentos, redução do nível de estresse e aumento do nível de conhecimento técnico. Reconhece-se que o acesso à internet desvia a atenção, mesmo assim muitos profissionais criticaram as organizações em que trabalham devido à prática de bloqueio de sites e de conteúdos. Os principais impactos no trabalho são o pouco aproveitamento do tempo para as tarefas na empresa e desvio da atenção. As organizações precisam se adaptar a essa nova realidade e encontrar soluções de gerenciamento e controle ao invés do uso exclusivo de ferramentas de bloqueio do acesso a certos tipos de sites e aplicativos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Albeti Vieira Vitoriano, Universidade de Brasília - UnB

Doutora pelo Programa de Pós–graduação em Ciência da Informação (PPGCInf), da Faculdade de Ciência da Informação (FCI), da Universidade de Brasília (UnB). Linha de pesquisa: Comunicação e Mediação da Informação.

Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque, Universidade de Brasília - UnB

Doutora e mestre em Ciência da informação pela Universidade de Brasilia; Especialista em Literatura Brasileira pela Universidade Católica de Brasília; graduada em Biblioteconomia e Documentação.Professora Adjunta da Faculdade de Ciência da Informação da Universidade de Brasília.Linha de pesquisa: Comunicação e Mediação da Informação.

Referências

AKU, Anizizo. Role of middle managers in mitigating employee cyberloafing in the workplace. 2017. Dissertation (Doctor of Philosophy Management) - College of Management and Technology, Walden University, Minnesota, 2017.

BARRY, Carol L. User-defined relevance criteria: an exploratory study. Journal of the American Society for Information Science, Baton Rouge, v. 45, n. 3, abr. 1994.

BATES, Marcia. The design of browsing and berrypicking techniques for the online search interface. Online Review, Los Angeles, v. 13, n. 5, p. 407-424. 1989.

BATES, Marcia. Toward an integrated model of information seeking and searching. New Review of Information Behaviour Research, Los Angeles, v. 3, p. 1-15, 2002.

BLAU, Gary; YANG, Yang; WARD-COOK, Kory. Testing a measure of cyberloafing. Journal of Allied Health, Philadelphia, v. 35, n. 1, fev., p. 9-17, 2006.

BRAGA, Kátia S. Aspectos relevantes para a seleção de metodologia adequada à pesquisa social em Ciência da Informação. In: MUELLER, Suzana P. M. (Org.). Métodos para pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2007.

CARR, Nicholas. A geração superficial: o que a internet está fazendo com os nossos cérebros. Rio de Janeiro: Agir, 2011.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede - A era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CHOO, Chun W.; DETLOR, Brian; TURNBULL, Don. Information seeking on the web: an integrated model of browsing and searching. First Monday, Chicago, v. 5, n. 2, fev., 2000.

COOK, Joan L. College students and algebra story problems: strategies for identifying relevant information. Reading Psychology, Philadelphia, v. 27, n. 2-3, p. 95-125, 2006.

CRESWELL, John W. Investigação qualitativa & projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. Porto Alegre: Penso, 2014.

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias. Letramento informacional: pesquisa, reflexão e aprendizagem. Brasília: FCI/UnB, 2012.

GLASSMAN, Jeremy; PROSCH, Marilyn; SHAO, Benjamin B. M. To monitor or not to monitor: effectiveness of a cyberloafing countermeasure. Information & Management, Tempe, v. 52, n. 2, p. 170-182, 2015.

GOLEMAN, Daniel. Foco: a atenção e seu papel fundamental para o sucesso. Rio de janeiro: Objetiva, 2014.

GONÇALVES, Lucio L. Dependência digital: tecnologias transformando pessoas, relacionamentos e organizações. Rio de Janeiro: Barra Livros, 2017.

HAIGH, Thomas. The history of information technology. In: CRONIN, Blaise (ed.). Annual review of information science and technology, [s.l.], v. 45. New Jersey: Medford, 2011.

HJELSETH, Eilif. Exchange of relevant information in BIM objects defined by the role- and life-cycle information model. Architectural engineering and design management, [s.l.], v. 6, n. 4, p. 279-287, 2010.

HOUAISS, Antonio; VILAR, M. de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

JAMALUDDIN, Hasmida.et al. Personal Internet use: the use of personal mobile devices at the workplace. Procedia - Social and Behavioral Sciences, [s.l.], v. 172, p. 495-502, 2015.

KHANSA, Lara. et al. Cyberloafing in the workplace: mitigation tactics and their impact on individuals’ behavior. Information Technology and Management, Punjab, v. 19, n.4, p.197-215, 2017.

KNIGHT, Peter T. A internet no Brasil: origens, estratégia, desenvolvimento e governança. Bloomington: AuthorHouse, 2014.

LARA, Pablo Z. Manrique de. Fear in organizations: does intimidation by formal punishment mediate the relationship between interactional justice and workplace internet deviance? Journal of Managerial Psychology, Las Palmas, v. 21, n. 6, p. 580-592, 2006.

LAZARTE, Leonardo. Ecologia cognitiva na sociedade da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 2, maio/ago, p. 43-51, 2000.

LIM, Vivien K. G.; CHEN, Don J. Q. Cyberloafing at the workplace: gain or drain on work? Behaviour & Information Technology, Singapore, v. 31, n. 4, p. 343-353, 2012.

LIPKIN, Nicole; PERRYMORE, April. A geração Y no trabalho: como lidar com a força de trabalho que influenciará definitivamente a cultura da sua empresa. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

McGARRY, Kevin. O contexto dinâmico da informação: uma análise introdutória. Brasília: Briquet de Lemos, 1999.

MILLION, Anthony J. et al. Opportunistic discovery of information and millennials: an exploratory survey. Proceedings of the American Society for Information Science and Tecnology, Quebec, v. 50, n. 1, p, 1-5, 2013.

MOURA JUNIOR, Pedro J.; HELAL, Diogo H. Profissionais e profissionalização em tecnologia da informação: indicativos de uma “metamorfose ambulante”. In: ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO DA INFORMAÇÃO, 4., 2013, Bento Gonçalves. Anais [...]. Bento Gonçalves, 2013.

PIJPERS, Guus. Information overload: a system for better managing everyday data. Nova Jersei: Wiley, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Os tribunais e as novas tecnologias de comunicação e de informação. Sociologias, Porto Alegre, v. 7, n. 13, jan./jun., p,82-110, 2005.

SARACEVIC, Tefko. The notion of relevance in information science: everybody knows what relevance is. But what is it really? New Carolina: Gary Marchionin, 2017.

SAVOLAINEN, Reijo. Elaborating the conceptual space of information-seeking phenomena. Information Research, Borås, v. 21, n. 3, set. 2016.

SAWITRI, Hunik S.R. Role of internet experience in moderating influence of work stressor on cyberloafing. Procedia - Social and Behavioral Sciences, [s.l.]v. 57, out., p. 320-324, 2012.

SCHAMBER, Linda; EISENBERG, Michael B; NILAN, Michael S. A re-examination of relevance: toward a dynamic, situational definition. Information Processing and Management, [s.l.], v. 26, n. 6, p. 755-776, 1990.

SHANTEAU, James. How much information does an expert use? Is it relevant? Acta Psychologica, Gante, v. 81, p. 75-86, 1992.

SPINK, Amanda; COLE, Charles. Human information behavior: integrating diverse foraging use. Journal of the American Society for Information Science and Technology, New York, v. 57, n. 1, jan., p. 25-35, 2006.

TARAPANOFF, Kira. Informação, conhecimento e inteligência em corporações: relações e complementaridade. In: TARAPANOFF, Kira (org.). Inteligência, informação e conhecimento. Brasília: IBICT, 2006.

TURKLE, Sherry. The flight from conversation. The New York Times, New York, 21 abr. 2012.

WILSON, Thomas, D. Information behaviour: an interdisciplinary perspective. Information Processing & Management, [s.l.], v. 33, n. 4, p. 551-572, 1997.

WILSON, Thomas, D. Models in information behavior research. Journal of Documentation, London, v. 55, n.3, p. 249-270, 1999.

WILSON, Thomas, D. Human information behavior. Informing Science, [s.l.], v. 3, n. 2, p.49-55, 2000.

Downloads

Publicado

2019-04-26

Como Citar

VITORIANO, M. A. V.; GASQUE, K. C. G. D. Impactos da busca de informações não relevantes na produtividade de profissionais de Tecnologia da Informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 25, n. 2, p. 370–388, 2019. DOI: 10.19132/1808-5245252.370-388. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/80342. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo