ENTRETENIMENTO: UMA MERCADORIA COM VALOR EM ALTA

Elizara Carolina Marin

Resumo


Este artigo trata do entretenimento como mercadoria valorizada pela sociedade regida pelo capital, pela capacidade que apresenta de incluir a todos, de diferentes idades e gêneros, diferentes estratos sociais, lugares e regiões e, portanto, ser uma fonte geradora de bens econômicos e simbólicos. Busca situar o entretenimento mundialmente, como um componente da cultura do tempo livre, com o poder de absorver pensamentos, corporeidades e estruturar a temporalidade das pessoas. Palavras-chave: entretenimento. mercadoria. meios de comunicação

Palavras-chave


Meios de Comunicação de Massa. Marketing. Atividades de Lazer.

Texto completo:

PDF-BR PDF-EN


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.3055



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment