O Gaúcho e a fronteira no mundo virtual

Érika Fernanda Caramello

Resumo


Um rico e diversificado mundo simbólico compõe a identidade cultural do estado do Rio Grande do Sul. Tanto assim que ela é capaz de, a princípio, justificar um forte sentimento existente de negação do gaúcho enquanto brasileiro. Tal fato é ressaltado pela história ímpar do estado, marcado por diversos movimentos separatistas desde o século XIX. Hoje, o tema separatismo ainda gera muita polêmica. Porém, a discussão migrou dos campos de batalha para a Internet. Este artigo é parte integrante de uma pesquisa em andamento, cuja proposta é analisar o que pensa a comunidade virtual de um site de cultura e tradição gaúchas sobre o que é ser gaúcho e sobre a formação de um Estado-nação próprio, a partir das mensagens enviadas pelos internautas para o mural de recados do mesmo. Entender como se dá o debate destas questões, tão atreladas à territorialidade, no espaço de fluxos é o objetivo do presente trabalho.


Palavras-chave


Identidade Cultural Gaúcha. Separatismo Gaúcho. Comunidade Virtual.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)