Financiamento Recente e Proficiência para o Ensino Médio no Estado do Pará

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22491/2236-5907110948

Palavras-chave:

Parceria Público-Privada, Avaliação da Educação, Nível de Proficiência

Resumo

O artigo analisa a parceria público-privada estabelecida no Pacto pela Educação no estado do Pará, apontando as similitudes entre os sistemas de avaliação da educação básica nacional e local. Utilizou-se a metodologia quantiqualitativa com base em dados documentais e estatísticos. Constatou-se que o pacto condiciona o planejamento educacional a atender os interesses dos representantes do capital, com ofertas em seu cardápio de projetos, não alinhavadas com a real necessidade da rede pública paraense. As evidências apresentadas nos resultados auferidos nos dois sistemas de avaliação analisados mostram que o nível de proficiência no ensino médio paraense é considerado estável desde 2014, o que leva a crer que, embora se tenha despendido um valor expressivo na implantação e manutenção do Sistema Paraense de Avaliação Educacional, sua necessidade é questionável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Cláudio Andrade dos Reis, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém/PA – Brasil

Antônio Cláudio Andrade dos Reis é doutor em Educação na linha de Políticas Públicas Educacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Ciências da Educação da Universidade Federal do Pará (ICED/UFPA 2019). Atualmente é Professor do Magistério Superior no ICED/ UFPA.

Referências

BID. Inter-American Development Bank. Program to Improve Quality and Expand Coverage of Basic Education in theof Pará. Washington, D.C., 2013.

BID. Inter-American Development Bank. PMR Operational Report, Second period. Jan./Dec. Washington, D.C., 2018.

CABRITO, Belmiro Gil. Avaliar a Qualidade em Educação: Avaliar o quê? Avaliar como? Avaliar para quê?, Cadernos Cedes, Campinas, v. 29, n. 78, p. 178-200, maio/ago, 2009.

DOURADO, Luiz Fernandes; OLIVEIRA, João Ferreira de; SANTOS, Catarina de Almeida. A Qualidade da Educação: Conceitos e Definições. Brasília: INEP/MEC, 2005.

DOURADO, Luiz Fernandes; OLIVEIRA, João Ferreira de. A qualidade da educação: perspectivas e desafios. Cadernos Cedes, Campinas, v. 29, n. 78, maio/ago. 2009.

GOMES, Albiane Oliveira; MARTINS, Áurea Peniche; SILVA, Érbio dos Santos; QUEIROZ, Luiz Miguel Galvão. O Terceiro setor na promoção da política educacional no Pacto pela Educação do Pará. In: JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS, 9., 2019, UFMA, São Luís. Anais [...]. São Luís, 2019.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Editora Alternativa, 2004.

MEC. Ministério da Educação; INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Nota Técnica nº 2: Metodologia utilizada para o estabelecimento das metas intermediárias. Brasília, 2005.

PARÁ. Secretaria de Estado de Educação; SISPAE. Sistema Paraense de Avaliação Educacional. Revista Pedagógica – Ensino Médio, Língua Portuguesa e Matemática, Belém, 2016.

PARÁ. Secretaria de Estado de Educação. Memorial SEDUC 2011 – 2018. Belém, 2018.

QUEIROZ, Luiz Miguel Galvão. Políticas Educacionais e Terceiro Setor: O Pacto Pela Educação do Pará. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Instituto de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

SANTOS, Terezinha Fátima Andrade Monteiro dos. Parcerias público-privadas e gestão escolar pública. Revista Cocar, Belém, v. 7, n. 14, p. 66-72, ago./dez. 2013.

SOARES, José Francisco; XAVIER, Flávia Pereira. Pressupostos educacionais e estatísticos do Ideb. Educação & Sociedade, Campinas, v. 34, n. 124, p. 903-923, 2013. ISSN 1678-4626.

SYNERGOS. Cardápio de Projetos. 7 Resultados do Pacto pela Educação do Pará. New York, 2016.

SYNERGOS. Pacto pela Educação no Pará. Relato e avaliação 2012 a 2017. New York, 2017.

TCE. Tribunal de Contas do Estado do Pará. Relatório do Auditor Independente, Contrato de Empréstimo BID 2933/OC-BR Projeto de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura da Educação Básica do Estado do Pará. Demonstrações Financeiras de 2014. Belém, 2014.

ZUKOWSKY-TAVARES, Cristina. Teoria da Resposta ao Item: Uma análise Crítica dos Pressupostos Epistemológicos. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 24, n.54, p. 56-76, jan./abr. 2013.

Downloads

Publicado

2022-11-28

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)