A CONVERSÃO DO JUDÔ EM ESPORTE OLÍMPICO: UM ESPAÇO SIMBÓLICO CONSTRUÍDO PARA A AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL JAPONESA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.110160

Palavras-chave:

Artes marciais. Olimpismo. Esportes. Identidade nacional.

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o significado da conversão do judô em esporte olímpico com objetivos políticos e de identidade. Examina-se a instrumentalização da inclusão olímpica do judô que realizou o Japão — tanto nos fracassados Jogos de Tóquio de 1940, como na celebração de Tóquio 1964 —, para a forte configuração dum espaço simbólico de afirmação nacional que representa a nação japonesa com traços que definem a essência da sua identidade nacional. E como esta instrumentalização acabou por gerar o paradoxo dum processo de transformação global desportiva do judô que terminou de afastar a sua natureza original.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julián Espartero, Universidad de León. León.

Departamento de Educación Física y Deportiva. Profesor Titular de la Universidad de León.

Publicado

2021-10-08

Como Citar

ESPARTERO, J. A CONVERSÃO DO JUDÔ EM ESPORTE OLÍMPICO: UM ESPAÇO SIMBÓLICO CONSTRUÍDO PARA A AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL JAPONESA. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27059, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.110160. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/110160. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais