Competência leitora nas bibliotecas escolares

Autores

  • Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque Professora Doutora em Ciência da Informação – Universidade de Brasília (UnB)
  • Flor De María Silvestre Universidade de Brasilia - UnB Estudante de doutorado em ciência de informação

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245233.79-105

Palavras-chave:

Biblioteca Escolar. Centro de Recurso de Aprendizagem. Leitura. Competências Leitoras. Enem.

Resumo

O artigo analisa a contribuição dos projetos de leitura das bibliotecas escolares, das escolas que obtiveram os primeiros lugares no ranking do Enem, de 2013, no Distrito Federal. Os objetivos específicos são descrição da proposta pedagógica e da estrutura das escolas; descrição da estrutura, dos produtos e dos serviços oferecidos pelas bibliotecas escolares; identificação dos projetos de leitura e contribuição para o desenvolvimento de competências leitoras; e, por fim, identificação da relação entre docente e bibliotecário nos projetos de leitura. A metodologia tem natureza quali-quantitativa. A amostra abrangeu seis escolas, sendo três privadas e três públicas. Os resultados mostram que os projetos de leitura vinculados às disciplinas lecionadas pelos professores pesquisados, em geral, são realizados sem participação das bibliotecas escolares. Contudo, os professores relataram que as bibliotecas escolares contribuíram para os resultados do Enem em outros aspectos, tais como oferta de acesso à informação organizada, horário de atendimento adequado e recursos humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque, Professora Doutora em Ciência da Informação – Universidade de Brasília (UnB)

Doutorado e mestrado em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (2008); especialização em Literatura Brasileira pela Universidade Católica de Brasília e graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade de Brasília. Professora adjunta da Universidade de Brasília. Experiência em Ciência da Informação e educação, atuando nos temas: letramento informacional, comunicação cientifica, comportamento informacional (estudos de usuários), aprendizagem, leitura, formação de professores, bibliotecas escolares.

Flor De María Silvestre, Universidade de Brasilia - UnB Estudante de doutorado em ciência de informação

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília (2015-atual), mestrado em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília (UnB) e graduação em Bibliotecología y Ciencias de la Información pela Universidad Nacional Mayor de San Marcos.UNMSM - Perú

Downloads

Publicado

2017-08-21

Como Citar

GONÇALVES DIAS GASQUE, K. C.; SILVESTRE, F. D. M. Competência leitora nas bibliotecas escolares. Em Questão, Porto Alegre, v. 23, n. 3, p. 79–105, 2017. DOI: 10.19132/1808-5245233.79-105. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/68642. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos