As práticas de leitura e de informação das pessoas que integram o coletivo de bibliotecas comunitárias “Releitura-PE”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245283.117736

Palavras-chave:

Comunidade, Leitura, Informação, Rede de bibliotecas, Pernambuco

Resumo

Apresenta o que a biblioteca, a leitura e a informação representam para as pessoas que integram o coletivo Releitura-PE, por meio do sentido atribuído às suas práticas leitoras e informacionais. Utiliza pesquisa bibliográfica e exploratória para exibir quais são as bibliotecas comunitárias estudadas e discutir o que são práticas leitoras e informacionais. Usa, como instrumento de coleta de dados, entrevistas semiestruturadas, para recolher depoimentos das pessoas integrantes dessas bibliotecas, tais como gestores(as), educadores(as), mediadores(as) de leitura e interagentes, e analisa e categoriza os relatos por meio da técnica de Análise de Conteúdo, de Laurence Bardin. Expõe, em três categorias de análise, as formas de interação com a biblioteca, os sentidos da leitura e a apropriação da informação dos(das) integrantes da Releitura-PE. Aponta que a biblioteca comunitária é um lugar de convivência onde ocorrem significativas e ricas práticas leitoras e informacionais. Como equipamentos sociais, elas produzem, fomentam e compartilham tais práticas, a fim de fortalecerem as ações comunitárias locais e ampliarem as possibilidades e oportunidades das pessoas que nelas vivem. Conclui que as significações e as atribuições de sentido dadas, pelos(as) integrantes das bibliotecas, às suas práticas leitoras e informacionais refletem-se em suas ações sociais, evidenciando que as interferências contextuais, culturais e ideológicas participam, de maneira dialética, no modo como leem e se informam, bem como na forma como se relacionam com a biblioteca comunitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana de Souza Alves, Universidade Federal de Pernambuco

Doutoranda em Ciência da Informação, UFPE (2019). Especialista em Literatura Infantojuvenil, FAFIRE-PE (2018). Mestra em Ciência da Informação, UFPE (2017).Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco (2014). Bibliotecária da Universidade Federal de Pernambuco, UFPE (2019). Bibliotecária do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Pernambuco, IFPE (2014). Mediadora de Leitura pelo CCLF/FUNCULTURA (2017). Formação em Contação de Histórias, Pronatec (2014) e Zumbaiar (2018). Coordenadora de projeto e cursos de Extensão no IFPE. Atuou na coordenação do Núcleo de Arte e Cultura, IFPE. É membro do GPEALE- Grupo De Pesquisa Em Alfabetização, Linguagem e Colonialidade, da Universidade Federal de São João del-Rei, sob coordenação da professora Maria do Socorro Alencar Nunes Macedo. Produções acadêmicas e área de atuação voltadas para as seguintes temáticas: Literacy. Letramento. Letramento informacional. Leitura, Literatura, Literatura Infantil, Bibliotecas comunitárias, Práticas informacionais e leitoras, Mediação da Leitura, Biblioteconomia, Negritude, Relações Étnico- Raciais, Inclusão e Direitos Humanos. ORCID ID= http://orcid.org/0000-0002-3452-9629 e-mail: mariana.souzaalves@ufpe.br

Downloads

Publicado

2022-08-04

Como Citar

ALVES, M. de S. As práticas de leitura e de informação das pessoas que integram o coletivo de bibliotecas comunitárias “Releitura-PE”. Em Questão, Porto Alegre, v. 28, n. 3, p. 117736, 2022. DOI: 10.19132/1808-5245283.117736. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/117736. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos