HOMENS TRANS E ATIVIDADE FÍSICA: A CONSTRUÇÃO DO CORPO MASCULINO

Jéssica Leite Serrano, Iraquitan de Oliveira Caminha, Isabelle Sena Gomes

Resumo


Considerando a possibilidade da participação das atividades físicas na construção de características físicas como força e rigidez muscular por homens trans, este estudo buscou analisar a relação dos homens trans com as atividades físicas no processo de “masculinização”. Participaram do estudo oito homens trans que fazem uso dos serviços oferecidos pelo Ambulatório de Saúde integral para Travestis e Transexuais na cidade de João Pessoa/PB, que foram submetidos a uma entrevista semiestruturada e um questionário socioeconômico, analisados com base na proposta de Bicudo para a análise fenomenológica. Este estudo concluiu que os entrevistados fazem uso das atividades físicas em busca do ganho de massa corporal e definição muscular, aspectos que na visão deles remetem a um corpo masculino, reforçando não apenas a sua masculinidade, mas ajudando na construção da sua identidade sexual.

 


Palavras-chave


Pessoas transgênero. Exercício físico. Corpo.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.83494

Direitos autorais 2019 Movimento (ESEFID/UFRGS)




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment