MAPEAMENTO DE AFETOS E MOVIMENTOS NA APRENDIZAGEM CORPORIFICADA DOS PROFESSORES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.94792

Palavras-chave:

Corporeidade. Novos materialismos. Teoria dos afetos. Pesquisa pós-qualitativa.

Resumo

O corpo é a construção central do campo da Educação Física, mas, nos últimos anos, o olhar sobre ele expandiu-se, sobretudo dos Novos Materialismos que questionaram e deslocaram o sentido do corpo como realidade física e cultural para a noção de corporeidade. Este conceito liga o corpo ao relacional, vai além do humano e expande as zonas de proximidade entre o corpo e o mundo. Esta perspectiva que dilui a ideia do corpo como entidade que se fecha em si mesma, juntamente com a Teoria dos Afetos, levou a questionar uma noção de corpo inerte que espera passivamente a imposição de um significado construído social e culturalmente pelo sujeito. A partir dessa abordagem, temos pesquisado como um grupo de professores do ensino secundário situa a corporeidade em seus caminhos em torno da aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Carrasco-Segovia, Universidad de Barcelona

Becaria postdoctoral de Becas Chile-CONICYT

Grupo de investigación Esbrina:

https://esbrina.eu/es/inicio/

Fernando Hernández-Hernández, Universidad de Barcelona

Unidad de Pedagogias Culturales, Departamento de Artes Visuales y Diseño. Facultad de Bellas artes. Universidad de Barcelona.

Grupo de investigación Esbrina:

https://esbrina.eu/es/inicio/

Catedrático de Universidad.

Publicado

2020-02-23

Como Citar

CARRASCO-SEGOVIA, S.; HERNÁNDEZ-HERNÁNDEZ, F. MAPEAMENTO DE AFETOS E MOVIMENTOS NA APRENDIZAGEM CORPORIFICADA DOS PROFESSORES. Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26012, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.94792. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/94792. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais