AS FORÇAS SOCIAIS DE ESTRUTURA, ESTÉTICA E MOVIMENTO:A DINÂMICA DA APROPRIAÇÃO DO PARQUE CACHOEIRA

Simone Rechia, Karine do Rocio Vieira dos Santos, Aline Tschoke

Resumo


 

O Parque Cachoeira é culturalmente um dos espaços públicos mais significativos do Município de Araucária – PR, região metropolitana de Curitiba, no que se refere ao campo do lazer. O objetivo deste trabalho foi investigar quais as forças sociais, presentes no Parque Cachoeira e qual a relevância delas quanto à apropriação desse espaço. Para tanto utilizamos os seguintes passos metodológicos: (1) levantamento bibliográfico, (2) mapeamento e observações do Parque Cachoeira, (3) entrevistas com usuários do Parque. A partir do diagnóstico levantado, destacamos nesse trabalho as seguintes forças sociais, entre outras estudadas, presentes no Parque Cachoeira, que colocam em movimento a inércia social: infra-estrutura, estética e movimento.

 


Palavras-chave


Centros de convivência e lazer. Meio social. Participação cidadã.

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.22936

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment