CINQUENTA ANOS DE FUTEBOL FEMININO NA PLACAR: DE GOLS ANULADOS A TRIUNFOS EM CASA?

David Wood

Resumo


A proliferação da cobertura esportiva da mídia durante as últimas décadas oferece um rico material para empreender uma análise de vários temas socioculturais. Um crescente número de estudos internacionais vem se dedicando às questões de gênero, ainda que no Brasil se tenha estudado o futebol masculino como o esporte nacional. O êxito da seleção de mulheres e o perfil global que o futebol feminino conquistou têm resultado no estudo das formas como esta prática tem sido representada na mídia brasileira, sobretudo desde os anos 2000. Este estudo toma como ponto de análise as representações de futebol feminino na revista esportiva mais popular do país, durante os anos nos quais o futebol foi proibido, para entender como se estabelecem os discursos tanto textuais como visuais que serviram com frequência para deslegitimar o futebol praticado por mulheres.

 


Palavras-chave


Mulheres. Futebol. Iniquidade de Gênero. Meios de comunicação de massa.

Texto completo:

PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.109870

Direitos autorais 2021 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment