A criança conectada: os youtubers mirins e a promoção de modos de ser criança nas lógicas do consumo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.94351

Palavras-chave:

Comunicação e consumo, Criança conectada, Modos de ser, YouTube, Youtuber mirim

Resumo

Este artigo busca refletir sobre os youtubers mirins e os modos de ser criança promovidos por tais personagens. Para isso, tomamos como ponto de análise o canal Crescendo com Luluca, disponível na plataforma do YouTube, para tecer considerações sobre a produção midiática de um tipo de subjetividade que estamos denominando como a criança conectada. Consideramos os youtubers como agentes que promovem certos modos de ser e estilos de vida pautados pelas lógicas do consumo. Nesta nossa análise empírica destacamos três fatores preponderantes nas produções da pequena Luluca: o uso de objetos como marcadores sociais; a tênue fronteira entre a vida privada e pública da youtuber; e o uso de uma linguagem informal e descontraída capaz de gerar proximidade entre a youtuber e seus espectadores-fãs

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo de Andrade, ESPM, São Paulo

Mestre em Comunicação e Práticas de Consumo pelo PPGCOM da Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM/SP. Bolsista PROSUP/CAPES. Bacharel em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Pesquisador integrante do GRUSCCO - Grupo CNPq de Pesquisa em Subjetividade, Comunicação e Consumo liderado pela Profa. Dra. Gisela G. S. Castro. Professor Universitário com experiência na área de Comunicação e Design, com ênfase em Publicidade e Propaganda e Comunicação Digital. 

Gisela G. S. Castro, ESPM, São Paulo

Doutora em Comunicação e Cultura (UFRJ), com pós doutorado em Sociologia (Goldsmiths College, University of London). Docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM, São Paulo, onde coordena o GRUSCCO - Grupo CNPq de Pesquisa em Subjetividade, Comunicação e Consumo, além do GT Comunicação, Consumo e Subjetividade no COMUNICON - Congresso Internacional em Comunicação e Consumo, uma iniciativa bienal do PPGCOM ESPM. Coordena o Comitê ESPM de Direitos Humanos e o ESPM LongevLab (Laboratório de Estudos em Longevidade). Seus interesses de pesquisa incluem comunicação e consumo, produção de subjetividades; modos de sociabilidade; envelhecimento; longevidade; redes sociais digitais e o capitalismo de dados. Atualmente integra a Diretoria da Compós e da Assibercom.

Downloads

Publicado

2021-01-04

Como Citar

Andrade, M. de, e G. G. S. Castro. “A criança Conectada: Os Youtubers Mirins E a promoção De Modos De Ser criança Nas lógicas Do Consumo”. Intexto, nº 52, janeiro de 2021, p. 94351, doi:10.19132/1807-8583202152.94351.

Edição

Seção

Artigos