n. 7 (2002): Saúde e Gerações

					Visualizar n. 7 (2002): Saúde e Gerações
Sociologias, em seu décimo número, aborda as transformações associadas ao processo de transição demográfica da sociedade contemporânea e as mudanças nas instituições de saúde e de previdência social, temas do dossiê Saúde e Gerações, organizado pela professora Soraya Maria Vargas Cortes. Elementos centrais das análises explicativas dos processos de reforma do estado, essas transformações podem ser associadas ao fenômeno paradoxal do crescimento da participação política que se efetiva através de novas tecnologias sociais e de novos atores, paralelamente ao declínio em importância política de mecanismos e atores sociais tradicionais. Na seção de Artigos, apresentamos diferentes faces da cultura e da sociedade brasileiras. Em "Tipos e mitos do pensamento brasileiro", Octávio Ianni desenvolve a hipótese que a análise de muitos do pensamento e da cultura dos brasileiros revela muito do que são as configurações e os movimentos da sociedade, em diferentes perspectivas, em distintos momentos. Eduardo Paes Machado e Ceci Vilar Noronha discutem a violência policial do ponto de vista dos segmentos sociais mais atingidos pela mesma e Gabriele dos Anjos aborda a questão da homossexualidade relacionada à problemática de direitos humanos e cidadania. "Na trilha do Jeca: Monteiro Lobato, o público leitor e a formação do campo literário no Brasil", de Enio Passiani é nosso artigo de Interface. Esse número traz, ainda, uma Resenha de William Héctor G. Soto sobre o livro "Reforma agrária: o impossível diálogo" de José de Souza Martins.
Publicado: 2008-12-08

Editorial

Dossiê

Artigos

Resenhas

Abstracts