Arranjos de vida de idosos nos Estados Unidos

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Janet Wilmoth

Palavras-chave:

arranjos de vida, composição doméstica do lar, transições de tipo de moradia

Resumo

Este artigo repassa a literatura corrente no que se refere a arranjos de vida (condições e locais de moradia e co-habitação) entre idosos nos EUA. As razões para o estudo dos arranjos de vida estão delineadas e as tendências agregadas estão humanizadas. Os dois modelos conceituais comumente usados nesta área de pesquisa estão apresentados. Estes modelos identificam as características de nível que influenciam os arranjos de vida na terceira idade. Argumentamos que uma pesquisa mais dinâmica é necessária para explicar o processo de transição do arranjo de vida. Esta perspectiva se baseia na teoria de Lawton, que analisa a pessoa com seu próprio ambiente social e cultural e se baseia em uma análise longitudinal. Para terminar, discutimos os caminhos para a pesquisa futura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janet Wilmoth

Ph.D. e Professora Assistente de Sociologia/Purdue University, Indiana, EUA.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; WILMOTH, J. Arranjos de vida de idosos nos Estados Unidos. Sociologias, [S. l.], v. 4, n. 7, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5782. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê