A polícia dos pobres: resistência e aceitação da violência policial entre as classes populares urbanas.

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Eduardo Paes Machado
  • Ceci Vilar Noronha

Palavras-chave:

controle social, pobreza, polícia, violência

Resumo

O artigo discute a violência policial do ponto de vista dos segmentos sociais mais atingidos pela mesma, trabalhadores pobres, negro-mestiços e moradores de Novos Alagados, uma das áreas carentes da cidade de Salvador. Através de 31 entrevistas aprofundadas e uso de técnicas de observação direta, procurou-se reconstituir os tipos de violência protagonizados por moradores, delinqüentes e policiais. Num contexto de pobreza, desemprego e crise dos mecanismos informais de controle social, o aparelho policial gera reações ambivalentes que expressam a dificuldade da população se posicionar diante uma força que é vista como violenta e, ao mesmo tempo, protetora. Condenando os abusos policiais contra eles, mas defendendo-os contra indivíduos tidos como marginais, os moradores terminam por legitimar a brutalidade contida no modelo de policiamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Paes Machado

Professor do Depto. De Sociologia e Instituto de Saúde Coletiva da UFBA.

Ceci Vilar Noronha

Socióloga e pesquisadora do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; MACHADO, E. P.; NORONHA, C. V. A polícia dos pobres: resistência e aceitação da violência policial entre as classes populares urbanas. Sociologias, [S. l.], v. 4, n. 7, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5785. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos