A voz do usuário no sistema hospitalar: ouvidorias

Autores

  • Comissão Editorial Sociologias Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Luiza Helena Pereira

Palavras-chave:

ouvidoria hospitalar, relações institucionais, saúde, políticas públicas

Resumo

Este artigo apresenta os resultados da pesquisa sobre uma nova prática gerencial no campo da saúde: a criação de serviços de ouvidoria em hospitais públicos. Em Porto Alegre, dois hospitais públicos são exemplos da implantação desse tipo de serviço. O texto situa o surgimento de ouvidorias no contexto da sociedade brasileira, especialmente focalizando a área da saúde e hospitais. A seguir discute o interesse dos hospitais em implantar ouvidorias e analisa as ouvidorias hospitalares como dispositivos que possibilitam a redefinição de relações institucionais implicando em envolvimento e em disciplinamento de usuários e de trabalhadores em saúde. Concluí afirmando que os principais efeitos institucionais e sociais provocados pela ação das ouvidorias hospitalares foram a divulgação dos projetos liberal e reformador de alterações do sistema de saúde no Brasil e a redefinição de algumas das relações institucionais vigentes, sendo, porém, portadoras de um elevado potencial de democratização dessas relações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiza Helena Pereira

Professora do Departamento de Sociologia da UFRGS.

Downloads

Como Citar

SOCIOLOGIAS, C. E.; PEREIRA, L. H. A voz do usuário no sistema hospitalar: ouvidorias. Sociologias, [S. l.], v. 4, n. 7, 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/sociologias/article/view/5780. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê