RONALDO X LULA: UMA ANÁLISE DO DISCURSO NA FOLHA DE SÃO PAULO

Autores

  • Everton Albuquerque Cavalcanti Universidade Federal do Paraná
  • André Mendes Capraro Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.23126

Palavras-chave:

Futebol. Mídia. Imprensa.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar o discurso cruzado entre dois agentes que instituídos em campos diferentes, o político e o esportivo, a saber: o ex-presidente Luiz Inácio da Silva e o ex-jogador Ronaldo Nazário de Lima. Que proporcionaram uma discussão na Copa do Mundo de 2006 a respeito da forma física do jogador, discussão que voltou a ser noticiada após as declarações do presidente sobre as condições físicas do jogador, opinando acerca de sua aposentadoria. Utilizamo-nos dos pressupostos teóricos da Análise do discurso elaborados por Eni Orlandi e Pierre Bourdieu para discutir a problemática proposta. A significância do texto parte do príncipio que a ao extrapolar seu campo específico, tais agentes possivelmente arriscam sua legitimidade. Percebemos que a polêmica foi posta a tona novamente, possivelmente com a objetivo comercial por parte do periódico, afim de alavancar as vendas com a discussão de dois agentes de alta representavidade no cenário nacional e internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Everton Albuquerque Cavalcanti, Universidade Federal do Paraná

Mestrando em Educação Física pela UFPR. Membro do Núcleo de Estudos Futebol e Sociedade da UFPR.

André Mendes Capraro, Universidade Federal do Paraná

Doutor em História pela UFPR. Professor Adjunto ll do Departamento de Educação Física da UFPR. Membro do Núcleo de Estudos Futebol e Sociedade da UFPR.

Downloads

Publicado

2012-10-20

Como Citar

CAVALCANTI, E. A.; CAPRARO, A. M. RONALDO X LULA: UMA ANÁLISE DO DISCURSO NA FOLHA DE SÃO PAULO. Movimento, [S. l.], v. 18, n. 4, p. 121–134, 2012. DOI: 10.22456/1982-8918.23126. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/23126. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais