A elaboração de resumos documentários como atividade do tratamento temático da informação na prática profissional bibliotecária

Lais Pereira de Oliveira, Daniel Martínez-Ávila, José Augusto Chaves Guimarães

Resumo


Considerando o resumo documentário enquanto elemento inerente ao tratamento temático da informação, analisa-se em que medida é elaborado durante o processamento técnico nas bibliotecas, como forma de apoiar a indexação para garantir uma representação temática completa dos materiais. Valendo-se de coleta dos dados mediante questionário com perguntas fechadas, aplicado via Google Formulários a 30 bibliotecários goianos em atuação em diferentes tipos de unidades de informação, procede-se a uma sistematização estatística. Os resultados indicam que a elaboração de resumos documentários não é uma prática comumente conduzida pelos bibliotecários, em detrimento da classificação e da indexação. O resumo está presente em apenas 16,7% das unidades de informação, apesar de enxergado em sua relevância por 96,7% dos respondentes. Evidenciam-se, ainda, dificuldades de diversas ordens para sua elaboração. Conclui-se que o resumo, apesar de reconhecido pelos profissionais investigados em sua importância, não está sendo aproveitado nas unidades de informação como parte do tratamento temático da informação como, de fato, deveria acontecer.


Palavras-chave


Tratamento temático da informação. Resumo documentário. Elaboração de resumos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245261.255-277



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)